Pesquisa no Blog

Pesquisa no Google

 
bove=""

 

PADRE DJACY BRASILEIRO

NA LUTA CONSTANTE EM FAVOR

DA CLASSE MENOS FAVORECIDA 

Rádio Web

KM JUREMA CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E OUÇA A RÁDIO AO VIVO

Art Regina, Art com grafite

Comunicação Audiovisual -Tavares/PB.

 Fone: (83) 9 9869-8213. Hélio Mendes.

STAR FOTO E VÍDEO

 

By Fábio Arrud@&Silvan@

Praça Coronel José Pereira -04

Centro-Princesa Isabel - PB

CONTATO: 041 83 999463213

         FECEBOOK

Falta energia em 15 cidades do Cariri e Sertão; Energisa emite nota

Falta energia em 15 cidades do Cariri e Sertão; Energisa emite nota

Leia na integra a nota emitida pela empresaA Energisa informa que, desde a noite de...

PARCERIA: Fundação Lemann inicia atividades do Programa “Educando Pra Viver”, em Princesa Isabel

PARCERIA: Fundação Lemann inicia atividades do Programa “Educando Pra Viver”, em Princesa Isabel

A Fundação Lemann inicia no dia 23 de janeiro as atividades para a implantação do...

Polícia é recebida com disparo de arma de fogo em ponto de droga em Tabira

Polícia é recebida com disparo de arma de fogo em ponto de droga em Tabira

Ao realizar rondas e abordagens a equipe da ROCAM tomou conhecimento de um ponto de droga...

Assistência Social de Água Branca recepciona mães do Programa Criança Feliz

Assistência Social de Água Branca recepciona mães do Programa Criança Feliz

A Secretaria de Assistência Social e o CRAS de Água Branca, no Sertão da Paraíba,...

Polícia apreende R$ 1 milhão em mercadorias contrabandeadas no Alto Sertão

Polícia apreende R$ 1 milhão em mercadorias contrabandeadas no Alto Sertão

Fotos: Divulgação Um depósito com cargas contrabandeadas de cigarro e...

Prefeito Tom e o Secretário de Agricultura Gustavo, visitam criatórios de peixes 

 

Três mulheres de uma mesma família foram esfaqueadas no meio rua, na Vila Ferroviária, no bairro Santa Terezinha, em Pocinhos, no Agreste paraibano. O suspeito das agressões é um parente das vítimas que mora vizinho a elas. Segundo a Polícia Civil, as agressões ocorrem depois de uma confusão entre suspeito e vítimas, por causa do volume alto de um som.

O caso ocorreu na última quarta-feira (9). Segundo testemunhas, o suspeito estava em frente a casa onde mora aguardando as vítimas saírem da residência. Ele teria atacado primeiro uma mulher de 45 anos, armado com uma faca. Ao ouvir os gritos dessa mulher, a filha dela e a nora correram para tentar ajudá-la, mas também acabaram sendo atacadas pelo agressor. A nora que tentou ajudar está grávida.

Segundo testemunhas, o agressor só parou de bater e ferir as mulheres com a faca depois que um homem chegou ao local e entrou em luta corporal com o suspeito. Depois disso, o suspeito fugiu para um prédio abandonado e jogou a faca. Ele foi preso quando voltou para casa, ainda nesta quarta-feira.

Uma parente das vítimas, que não quis se identificar, disse em entrevista a TV Paraíba que o suspeito e as vítimas tinham uma “rixa” por causa de volume de som alto. Ela explicou que o agressor costuma ficar em casa consumindo bebidas alcoólicas até a madrugada e com volume de som alto. Segundo ela, suspeito e vítimas já teria discutido outras vezes quando a mulher pedia para ele baixar o volume do som.

O suspeito está na cadeira pública do município. Ele foi atuado pelos crimes de lesão corporal e tentativa de homicídio contra as três mulheres. As mulheres feridas foram socorridas. A mulher de 45 anos foi socorrida para o hospital, mas já recebeu alta. A filha dela não precisou de atendimento médico. Já a mulher que está grávida permaneceu em observação no Hospital de Trauma de Campina Grande . O estado de saúde dela estava estável.
 
G1/PB