Pesquisa no Blog

Pesquisa no Google

 
bove=""

 

PADRE DJACY BRASILEIRO

NA LUTA CONSTANTE EM FAVOR

DA CLASSE MENOS FAVORECIDA 

Rádio Web

KM JUREMA

Org. Pauliano Tomaz

Art Regina, Art com Grafite

Comunicação Audiovisual -Tavares/PB.

 Fone: (83) 9 9869-8213. Hélio Mendes.

STAR FOTO E VÍDEO

 

By Fábio Arrud@&Silvan@

Praça Coronel José Pereira -04

Centro-Princesa Isabel - PB

CONTATO: 041 83 999463213

         FECEBOOK

PRINCESA ISABEL: Equipe Multiprofissional do NASF realiza atendimentos nas UBS’s

PRINCESA ISABEL: Equipe Multiprofissional do NASF realiza atendimentos nas UBS’s

(Foto: Camila Abrantes - Coordenadora do NASF)Com o objetivo de apoiar, ampliar e...

Secretaria de Saúde de Tavares realizou a Semana Saúde na Escola.

Secretaria de Saúde de Tavares realizou a Semana Saúde na Escola.

A secretaria municipal esteve realizando de 08 a 12 de abril, a semana municipal de...

Prefeitura de Princesa Isabel realiza levantamento de BENS IMÓVEIS DO MUNICÍPIO

Prefeitura de Princesa Isabel realiza levantamento de BENS IMÓVEIS DO MUNICÍPIO

A Secretaria de Finanças, Administração e Planejamento, de Princesa Isabel, no Sertão da...

Homem tenta matar outro com um tiro de revólver, em Piancó

Homem tenta matar outro com um tiro de revólver, em Piancó

Uma tentativa de homicídio foi registrada na tarde deste domingo (21), no Bairro Alto do...

 

O homem suspeito de ter assassinado Jefferson do Nascimento Almeida, de 27 anos, morto após discutir com colega por causa de uma coleira artesanal para cachorro, se entregou à Polícia Civil no fim da tarde desta segunda-feira (11), acompanhado do advogado.

A informação foi confirmada pela delegada de Homicídios, Nercília Dantas, que investiga o crime registrado no último sábado (9), no bairro do José Pinheiro, em Campina Grande.

Em depoimento à polícia, o suspeito falou que agiu em legítima defesa, por estar se sentindo ameaçado.

Conforme a delegada Nercília Dantas, diante do que foi apurado até o momento, é mais provável que o suspeito tenha agido tomado por uma violenta emoção do que por legítima defesa.

Após prestar depoimento, Fabrício foi levado para fazer o exame de corpo de delito, no início da noite desta segunda-feira. Ele ficará à disposição da justiça e será autuado por motivo torpe.

O crime

De acordo com as investigações policiais, suspeito e vítima compartilhavam do mesmo hobby de criar cachorros e tinham encomendado duas coleiras a um artesão para os animais.

No entanto, com o dinheiro que repassaram para o homem, só foi possível confeccionar uma coleira, razão pela qual houve o desentendimento entre o suspeito e a vítima, resultando na morte de Jefferson, que foi assassinado a facadas.

G1