Pesquisa no Blog

Pesquisa no Google

 
bove=""

 

INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL NO YOUTUBE

TV diário do Sertão Ao Vivo

HELIOMAR CD'S

CANAL DE PADRE FÁBIO NO YOUTUBE

QR Code - Aponte a câmera do celular para o código

Rafael Jacinto no YouTube

PADRE DJACY BRASILEIRO

NA LUTA CONSTANTE EM FAVOR

DA CLASSE MENOS FAVORECIDA 

Art Regina, Art com Grafite

Comunicação Audiovisual -Tavares/PB.

Pauliano Tomaz

Visualizações

contador de acesso
Candidato à prefeitura de João Pessoa denuncia suposta ameaça

Candidato à prefeitura de João Pessoa denuncia suposta ameaça

O candidato à prefeitura de João Pessoa Nilvan Ferreira (MDB), relatou que teria...

Eleições 2020: PB tem 632 candidatos a prefeito; confira números por município

Eleições 2020: PB tem 632 candidatos a prefeito; confira números por município

Os registros das candidaturas que irão disputar as eleições municipais deste ano foram...

Candidatos nestas eleições já podem pedir votos e expor projetos na rua e na internet, mas fiscalização será rigorosa

Candidatos nestas eleições já podem pedir votos e expor projetos na rua e na internet, mas fiscalização será rigorosa

Foi dada a largada para a campanha eleitoral 2020. Conforme calendário, a partir deste...

 

Mulher circulou número no bilhete — Foto: Divulgação

Mulher circulou número no bilhete — Foto: Divulgação

Uma jovem de 19 anos foi detida em São José do Rio Claro, a 325 km de Cuiabá, depois de tentar retirar o prêmio da Mega Sena com um bilhete falsificado em uma lotérica. A ocorrência foi registrada na última quarta-feira (7). Segundo a Polícia Civil, a mulher foi ouvida e liberada em seguida.

A fraude foi notada pela funcionária da lotérica. Segundo a polícia, o código de barras do bilhete apresentado pela cliente não era aceito pelo sistema.

Ao insistir que o bilhete era premiado, a proprietária da lotérica foi chamada para resolver a situação.

 

Com o bilhete em mãos, a dona do estabelecimento notou a falsificação — classificada pela polícia como ‘grotesca’ –, e acionou os policiais. De acordo com a polícia, a mulher recortou os números e colou no bilhete que apresentou.

Depois, segundo a polícia, a mulher chegou a circular os números com uma caneta para tentar convencer os funcionários.

 

Ao ser detida, a jovem negou a falsificação, mas confessou o crime logo em seguida.

À polícia, ela contou que tentou aplicar o golpe para ajudar a família que passa por dificuldades financeiras.