Pesquisa no Blog

Pesquisa no Google

 
bove=""

 

Canal do Blog no YouTube

PADRE DJACY BRASILEIRO

NA LUTA CONSTANTE EM FAVOR

DA CLASSE MENOS FAVORECIDA 

Rádio Web

 

Art Regina, Art com Grafite

Comunicação Audiovisual -Tavares/PB.

STAR FOTO E VÍDEO

 

By Fábio Arrud@&Silvan@

Praça Coronel José Pereira -04

Centro-Princesa Isabel - PB

CONTATO: 041 83 999463213

         FECEBOOK

Pauliano Tomaz

HRPI realiza Educação Permanente para profissionais de enfermagem

HRPI realiza Educação Permanente para profissionais de enfermagem

O Hospital Regional Deputado José Pereira Lima, em Princesa Isabel, realizou ontem...

Em ação social surpresa, cantora Lexa distribui alimentos a famílias carentes na Paraíba

Em ação social surpresa, cantora Lexa distribui alimentos a famílias carentes na Paraíba

A cantora Lexa realizou uma ação social surpresa e distribuiu alimentos a famílias...

TCE rejeita contas de prefeito por falta de contribuição previdenciária e não aplicação do mínimo em educação

TCE rejeita contas de prefeito por falta de contribuição previdenciária e não aplicação do mínimo em educação

Blog do Tião Lucena - Reunido em sessão ordinária na manhã desta 4ª feira (23), o...

Pernambuco já contabiliza 489 toneladas de óleo recolhido

Pernambuco já contabiliza 489 toneladas de óleo recolhido

Até o momento, já foram recolhidas 489 toneladas de resíduos de petróleo.No esforço...

PRINCESA ISABEL: UBS Cachoeira de Minas realiza ação alusiva ao Outubro Rosa

PRINCESA ISABEL: UBS Cachoeira de Minas realiza ação alusiva ao Outubro Rosa

A Unidade Básica de Saúde da comunidade de Cachoeira de Minas, zona rural de...

A Paraíba foi surpreendida na manhã desta quarta-feira (09) com a deflagração da 5ª fase da Operação Calvário. Foram expedidos 2 Mandados de Prisão e 11 de Busca e Apreensão.
Na Serra do Teixeira o alvo da Polícia Federal foi o vice-prefeito e suplente de deputado estadual, Dr. Aledson Moura, de Princesa Isabel.
A Operação Calvário tem o objetivo investigar e desarticular uma Organização Criminosa (Orcrim) que, por seus agentes e núcleos de atuação, foi responsável pela prática de atos de corrupção, lavagem de dinheiro e desvio de recursos públicos em contratos firmados com as unidades de saúde e educação deste Estado e cujos valores ultrapassam a barreira de R$ 1,1 bilhão. 
A ação é coordenada pelo Gaeco, em parceria com a Comissão de Combate aos Crimes de Responsabilidade e à Improbidade Administrativa (CCRIMP), Controladoria-Geral da União (CGU), pelo Ministério Público Federal (MPF), Polícia Federal (PF) e pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).
Fonte: GAECO
Este espaço está aberto ao contraponto dos citados!