Pesquisa no Blog

Pesquisa no Google

 
bove=""

 

MARTA ALVES

Canal do Blog no YouTube

TV diário do Sertão Ao Vivo

HELIOMAR CD'S

CANAL DE PADRE FÁBIO NO YOUTUBE

QR Code - Blog do Djacir Pereira

Rafael Jacinto no YouTube

PADRE DJACY BRASILEIRO

NA LUTA CONSTANTE EM FAVOR

DA CLASSE MENOS FAVORECIDA 

Art Regina, Art com Grafite

Comunicação Audiovisual -Tavares/PB.

STAR FOTO E VÍDEO

 

By Fábio Arrud@&Silvan@

Praça Coronel José Pereira -04

Centro-Princesa Isabel - PB

CONTATO: 041 83 999463213

         FECEBOOK

Pauliano Tomaz

SECRETARIA DE SAÚDE DE ÁGUA BRANCA: NOTA DE ESCLARECIMENTO

SECRETARIA DE SAÚDE DE ÁGUA BRANCA: NOTA DE ESCLARECIMENTO

 NOTA DE ESCLARECIMENTO A Secretaria de Saúde de Água Branca,...

Paraíba tem quase 700 foragidos da Justiça com auxílio emergencial aprovado

Paraíba tem quase 700 foragidos da Justiça com auxílio emergencial aprovado

CLICK PBA Paraíba tem 699 foragidos da Justiça que receberam o auxílio emergencial...

TAVARES: 1º paciente testado positivo para a Covid-19 no município está curado; vídeo!

Após realizar novo teste, o primeiro homem testado positivo para a Covid-19, em Tavares,...

Região do Pajeú chega a 314 casos confirmados de Covid-19

Região do Pajeú chega a 314 casos confirmados de Covid-19

Serra Talhada registrou mais 15 confirmações e foi à 139 casos.Por André LuisDe...

PGR informará ao Supremo que concorda com prorrogação de inquérito sobre Bolsonaro

PGR informará ao Supremo que concorda com prorrogação de inquérito sobre Bolsonaro

  Foto da internet A Procuradoria Geral da República (PGR) enviará...

Foto: Ascom

Uma operação da Polícia Federal cumpriu na manhã desta terça-feira (22) um mandado de busca e apreensão na casa de um servidor contratado da prefeitura de Campina Grande, suspeito de inserir dados falsos para fraudar o programa Bolsa Família. A investigação recebe o nome de Simbiose e teve início em uma apuração feita pela Secretaria de Assistência Social do município.

De acordo com a Polícia Federal, o investigado estaria inserindo no sistema do Bolsa Família dados fraudulentos para conseguir mais recursos do programa. Em troca, ele receberia ‘vantagens indevidas’. O mandado de busca e apreensão foi expedito pela 4ª Vara da Justiça Federal. O servidor contratado deverá responder pelos crimes de inserção de dados falsos e corrupção passiva.

Investigação teve início com auditoria da PMCG

A Operação foi iniciada a partir de uma auditoria realizada pela Secretaria de Assistência Social do município. A apuração identificou pelo menos 32 situações suspeitas de pessoas que recebiam o benefício e com um ‘perfil’ econômico parecido.

“A partir disso nós reunimos informações e encaminhamos aos órgãos competentes para que a investigação fosse feita. Ainda não é possível mensurarmos o montante de recursos, porque isso vai ficar por conta da Caixa Econômica Federal”, explicou o coordenador do programa Bolsa Família em Campina Grande, Rubens Nascimento.

Segundo as investigações, um servidor contratado pela prefeitura e que trabalhava no Cadastro Único seria o responsável pelas fraudes. Ele deverá ser indiciado por inserção de dados falsos e corrupção passiva, já que cobraria dos beneficiários pelo aumento dos recursos pagos pelo programa. A prefeitura de Campina Grande rescindiu o contrato, após descobrir as supostas fraudes.

João Paulo Medeiros, Pleno Poder