Pesquisa no Blog

Pesquisa no Google

 
bove=""

 

CANTINHO DO LANCHE

INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL NO YOUTUBE

TV diário do Sertão Ao Vivo

HELIOMAR CD'S

CANAL DE PADRE FÁBIO NO YOUTUBE

QR Code - Aponte a câmera do celular para o código

Rafael Jacinto no YouTube

PADRE DJACY BRASILEIRO

NA LUTA CONSTANTE EM FAVOR

DA CLASSE MENOS FAVORECIDA 

Art Regina, Art com Grafite

Comunicação Audiovisual -Tavares/PB.

Pauliano Tomaz

Visualizações

contador de acesso
Menos de 10 cursos superiores à distância alcançam nota máxima no Enade de 2019

Menos de 10 cursos superiores à distância alcançam nota máxima no Enade de 2019

Apenas 511 dos 8.368 cursos superiores avaliados pelo Exame Nacional de Desempenho de...

João Azevêdo anuncia para novembro convocação de 590 professores concursados

João Azevêdo anuncia para novembro convocação de 590 professores concursados

O governador João Azevedo disse hoje que assina em novembro a convocação de 590 novos...

Governo da PB renova estado de calamidade pública por 180 dias devido ao coronavírus

Governo da PB renova estado de calamidade pública por 180 dias devido ao coronavírus

O Governo da Paraíba renovou por mais 180 dias o decreto de estado de calamidade pública,...

A prefeitura de Campina Grande autorizou nesta quinta-feira (1°) a flexibilização da educação infantil na rede privada, cursos de idiomas e reforço escolar no município. Segundo a prefeitura, instituições podem retornar às aulas presenciais a partir do dia 7 de outubro.

De acordo com a prefeitura de Campina Grande, o retorno é facultativo e será reavaliado 21 dias após a reabertura. As instituições também deverão cumprir as recomendações sanitárias estabelecidas pela secretaria de Educação.

Segundo secretário de saúde Filipe Reul, esta etapa de flexibilização é possível graças à estabilização dos índices de infectados. A partir desta sexta-feira (2), o município realizará testagem dos colaboradores dessas instituições, conforme orientação da secretária de Saúde.

A prefeitura informou que foram considerados para a decisão uma análise da Diretoria de Vigilância em Saúde verificou que no município na faixa etária até 6 anos, houve 48 casos positivos de Covid-19, onde os sinais foram análogos a síndromes gripais leves ou episódios alérgicos.

O município também levou em consideração a estabilização da doença e da curva de infectados, além da melhoria das taxas de letalidade. Foram consideradas ainda as consequências socioemocionais do público da Educação Infantil, além da situação financeira desses estabelecimentos de ensino.

Um grupo de instituições privadas de ensino infantil também solicitou autorização para a reabertura, através do procedimento administrativo junto à promotoria de Educação. O Ministério Público mediou a decisão e expedirá recomendações aos estabelecimentos, de acordo com a prefeitura. Por G1 PB