Pesquisa no Blog

Pesquisa no Google

 
bove=""

 

CANTINHO DO LANCHE

INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL NO YOUTUBE

TV diário do Sertão Ao Vivo

HELIOMAR CD'S

CANAL DE PADRE FÁBIO NO YOUTUBE

QR Code - Aponte a câmera do celular para o código

Rafael Jacinto no YouTube

PADRE DJACY BRASILEIRO

NA LUTA CONSTANTE EM FAVOR

DA CLASSE MENOS FAVORECIDA 

Art Regina, Art com Grafite

Comunicação Audiovisual -Tavares/PB.

Pauliano Tomaz

Visualizações

contador de acesso
Menos de 10 cursos superiores à distância alcançam nota máxima no Enade de 2019

Menos de 10 cursos superiores à distância alcançam nota máxima no Enade de 2019

Apenas 511 dos 8.368 cursos superiores avaliados pelo Exame Nacional de Desempenho de...

João Azevêdo anuncia para novembro convocação de 590 professores concursados

João Azevêdo anuncia para novembro convocação de 590 professores concursados

O governador João Azevedo disse hoje que assina em novembro a convocação de 590 novos...

Governo da PB renova estado de calamidade pública por 180 dias devido ao coronavírus

Governo da PB renova estado de calamidade pública por 180 dias devido ao coronavírus

O Governo da Paraíba renovou por mais 180 dias o decreto de estado de calamidade pública,...

Mulher diz em vídeo que é a "maior racista do planeta' — Foto: Reprodução/TV Cabo Branco

Mulher é detida por injúria racial após dizer que odeia negros, em João Pessoa

Um vídeo gravado dentro de uma agência bancária mostra o momento em que um homem é agredido verbalmente por uma mulher com gritos e palavras racistas, em João Pessoa. O vídeo, que se tornou viral nas redes sociais, foi gravado por alguém que estava no local e mostra quando a mulher diz: "sou a maior racista do planeta terra, odeio a raça negra". O Boletim de Ocorrência foi registrado por Daniel Lima, bugueiro e guia turístico, nesta quarta-feira (14), na Central de Polícia. A mulher foi detida. Assista ao vídeo acima.

Daniel conta que chegou na agência para fazer um depósito e, enquanto estava fazendo o procedimento, a mulher estava na fila para outro atendimento. "Ela perguntou porque o banco havia fechado com alguém da raça negra", conta ele. Ela se referia a uma pessoa negra que estava na propaganda da agência. De acordo com o Boletim de Ocorrência, a mulher também teria dito que ele deveria estar na senzala.

"Ela começou a fazer insultos e perguntei o que houve. Ela disse: você é um negro bandido, você é um negro safado", conta o homem sobre as agressões. (Assista o Vídeo)

A mulher chegou a ficar detida na carceragem da Central de Polícia Civil, mas foi liberada após pagar uma fiança de R$ 350. Ela vai responder em liberdade pelo crime de injúria racial. O G1 tentou contato com ela, mas não teve retorno.

De acordo com o delegado Pedro Ivo, a mulher ainda não prestou depoimento porque no momento do flagrante ela estava descontrolada e uma pessoa que estava junto com ela informou que ela teria problemas psicológicos, mas também nenhum laudo foi apresentado.

Daniel trabalha como guia turístico e bugueiro nas praia do Litoral Sul da Paraíba. "Todo mundo tem o sangue vermelho, somos seres humanos, temos família, a gente chora, sente dor", declara Daniel. G1 PB