Pesquisa no Blog

Pesquisa no Google

Logotipo Do Google, Logo, Google Imagens png transparente grátis
 
bove=""

 

TV Diário do Sertão - Parceria

Cantinho do Lanche - Pov. Jurema

Inscreva-se em nosso canal no YouTube

Heliomar CD's

Canal de Padre Fábio de Abreu, no YouTube

QR Code - Aponte a câmera do celular para o código

Art Regina, Art com Grafite

Comunicação Audiovisual -Tavares/PB.

Pauliano Tomaz

Visualizações

conter12 
Meu Ip
STJ autoriza Nominando Diniz a voltar para o TCE-PB

STJ autoriza Nominando Diniz a voltar para o TCE-PB

Fonte83 -- O Superior Tribunal de Justiça (STJ) autorizou o retorno do conselheiro...

Ricardo Pereira cumprimenta Nominado Diniz pelo retorno ao TCE – PB

Ricardo Pereira cumprimenta Nominado Diniz pelo retorno ao TCE – PB

O prefeito de Princesa Isabel, Ricardo Pereira (Cidadania) usou as redes sociais neste...

Brasil será o 2º país com mais vacinados no Ocidente, diz Pazuello

Brasil será o 2º país com mais vacinados no Ocidente, diz Pazuello

O ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, afirmou na noite de sexta-feira (22) que...

O ministro do Supremo Tribunal de Justiça (STJ), Francisco Falcão, determinou, a pedido da subprocuradora Lindôra Araújo, a anulação do ato de aposentadoria do conselheiro afastado do Tribunal de Contas da Paraíba (TCE-PB) Arthur Cunha Lima, que é investigado na Operação Calvário.

Na decisão, o ministro apontou que a aposentadoria estaria sendo usada como ‘subterfúgio para tentar escapar da jurisdição do STJ’.

Por lei, o conselheiro só pode se aposentar após julgamento, caso seja absolvido. Já se for condenado, deve perder o cargo.

O conselheiro é um dos alvos da Operação Calvário, que investiga uma organização criminosa que teve acesso a mais de R$ 1,1 bilhão em recursos públicos, para a gestão de unidades de saúde em várias unidades da federação, no período entre julho de 2011 até dezembro de 2018.

Arthur Cunha Lima é suspeito de participar do esquema, onde, supostamente, receberia propina para a aprovação das contas da Cruz Vermelha do Rio Grande do Sul, que era responsável pela administração do Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa.

Redação

Via Paraíba.com.br