Pesquisa no Blog

Pesquisa no Google

Logotipo Do Google, Logo, Google Imagens png transparente grátis
 
bove=""

 

TV Diário do Sertão - Parceria

Cantinho do Lanche - Pov. Jurema

Inscreva-se em nosso canal no YouTube

Heliomar CD's

Canal de Padre Fábio de Abreu, no YouTube

QR Code - Aponte a câmera do celular para o código

Art Regina, Art com Grafite

Comunicação Audiovisual -Tavares/PB.

Pauliano Tomaz

Visualizações

conter12 
Meu Ip
Prefeitura de Juru assegura transporte gratuito para alunos que realizam o Enem. Saiba mais!

Prefeitura de Juru assegura transporte gratuito para alunos que realizam o Enem. Saiba mais!

A Prefeitura Municipal de Juru, no Sertão da Paraíba, através da Secretaria de Educação...

Enfermeira de São Paulo é a primeira brasileira a ser vacinada com a CoronaVac

Enfermeira de São Paulo é a primeira brasileira a ser vacinada com a CoronaVac

Jovem PanA enfermeira Mônica Calazans, de 54 anos, foi a primeira brasileira a...

Anvisa aprova uso emergencial de vacinas de Oxford e CoronaVac

Anvisa aprova uso emergencial de vacinas de Oxford e CoronaVac

Por G1 A diretoria da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)...

 

Renan dos Reis foi preso em Vicente de Carvalho, no Subúrbio do Rio.
Ele controlava venda de drogas no Morro do Juramentinho, na Zona Norte.

Do G1 Rio

 

Link permanente da imagem incorporada

A polícia prendeu nesta quinta-feira (19) o traficante Renan dos Reis, em Vicente de Carvalho, no Subúrbio do Rio. Ele estava em uma pizzaria quando os policiais o encontraram. Ao ser abordado, Renan pediu para terminar de comer antes de ser preso.

De acordo com os investigadores, Renan controlava a venda de drogas no Morro do Juramentinho, também no Subúrbio. A Polícia Civil flagrou, através de uma escuta telefônica, ele encomendando drogas a outros traficantes.

Renan: Tipo assim, se ele tiver uns 40 quilos, eu pago 20 à vista e os outros 20 ele me dá uma condição?
Traficante: Vinte à vista, no caso?
Renan: Não. Eu pago vinte quilos à vista e vinte na continuação.

“Esse criminoso já era investigado há praticamente um ano. Nós temos provas de que ele é uma das lideranças da comunidade do Juramentinho. Inclusive, detectamos ele fazendo compra de grande quantidade de droga, ele negociando compras de arma de fogo e fuzis”, afirmou o delegado Antenor Lopes.