Pesquisa no Blog

Pesquisa no Google

 
bove=""

 

Vereador Wilson do Silvestre/Tavares-PB

"Trabalho com Transparência"

Vereadora Lenira - Tavares/PB

REAL JUREMA CAMPEÃ 2017 DO CAMPEONATO TAVARENSE DE FUTEBOL

Nenhum texto alternativo automático disponível.

PADRE DJACY BRASILEIRO

NA LUTA CONSTANTE EM FAVOR

DA CLASSE MENOS FAVORECIDA 

DO  SERTÃO PARAIBANO

Rádio Web

Reveillon na Jurema

KM JUREMA

    Org. Pauliano Tomaz (Mimim)

Art Regina, Art com grafite

O CANAL DO BLOG NO YOUTUBE

     Comunicação Audiovisual                  

        fone: (83)9 98698213

            Hélio Mendes

STAR FOTO E VÍDEO

  

By Fábio Arrud@&Silvan@

Praça Coronel José Pereira -04

Centro-Princesa Isabel - PB

CONTATO: 041 83 999463213

                   FECEBOOK

ESPAÇO DEMOCRÁTICO, MANDE 

SUAS INFORMAÇÕES.

VOCÊ É RESPONSÁVEL PELO

CONTEÚDO QUE NOS ENVIA!!!

Nenhum texto alternativo automático disponível.

A imagem pode conter: texto

 

 

A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e texto

Cantor Delmiro Barros é preso em São José do Egito, no Pernambuco

Cantor Delmiro Barros é preso em São José do Egito, no Pernambuco

 A coordenação da Operação Força no Foco, realizada nesta quinta-feira (23.11)...

Sobrinho mata o tio a facadas no Bairro do Jatobá, em Patos

Sobrinho mata o tio a facadas no Bairro do Jatobá, em Patos

Leonardo, a esquerda, matou a facadas o seu tio Geraldo MartinsPor volta das 19...

Prefeito de Tavares Ailton Suassuna consegue com o governo federal liberação de mais de R$ 286 mil para o município

Prefeito de Tavares Ailton Suassuna consegue com o governo federal liberação de mais de R$ 286 mil para o município

No último dia 22 de novembro (quarta-feira), o determinado gestor do município de...

Vídeo: Depois de muito calor, chuva chega ao Vale do Piancó e padre comemora a novidade; 'Um milagre'...

Vídeo: Depois de muito calor, chuva chega ao Vale do Piancó e padre comemora a novidade; 'Um milagre'...

 Após longo período de calor, a chuva chegou na cidade de Pedra Branca, no...

Operação 'Família do Crime' prende vários membros de uma família, apreende drogas e explosivos, no Sertão...

Operação 'Família do Crime' prende vários membros de uma família, apreende drogas e explosivos, no Sertão...

 Uma operação, realizada pelas polícias civil e militar do 14º BPM, prendeu...

 

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, marcou para os dias 6, 7 e 8 de junho o julgamento da ação que pode levar à cassação da chapa Dilma-Temer, vencedora das eleições de 2014. Segundo informações do TSE, foram reservadas quatro sessões para deliberar sobre o processo movido pelo PSDB — duas ordinárias e duas extraordinárias.

O Tribunal vai decidir se existem indícios suficientes de abuso de poder político e econômico para cassar a chapa, o que, na prática, significa retirar do cargo o presidente Michel Temer, levando à convocação de eleições indiretas. Neste caso, ele ainda poderia concorrer à vaga que será votada pelos membros do Congresso Nacional.

As sessões foram agendadas para as 19 horas no dia 6 de junho (terça-feira); às 19h em 7 de junho (quarta-feira) e às 9h e às 19h em 8 de junho (quinta-feira).

O julgamento havia começado em 4 de abril, mas foi interrompido após os sete ministros da corte decidirem por unanimidade reabrir a etapa de coleta de provas, fixar um prazo de cinco dias para as alegações finais das partes e autorizar a realização de quatro novos depoimentos — do ex-ministro da Fazenda Guido Mantega, do marqueteiro João Santana, da empresária Mônica Moura e de André Santana, assistente do casal.

O processo pode ser suspendido novamente se algum ministro fizer pedido de vista (mais tempo para avaliar o caso) ou se alguma questão de ordem for aceita pela corte.

Em depoimentos sigilosos ao ministro Herman Benjamin, relator do processo na corte, o casal de marqueteiros afirmou que a ex-presidente Dilma Rousseff sabia do uso do caixa dois na sua campanha à reeleição e que não tratou de assuntos financeiros com Temer. Com base nessas alegações, o vice-procurador-geral eleitoral Nicolao Dino voltou a pedir que apenas Dilma se torne inelegível por oito anos. Ele, no entanto, recomendou que os dois sejam cassados por considerar inviável a divisão da chapa.