Pesquisa no Blog

Pesquisa no Google

 
bove=""

 

Vereadora Lenira - Tavares/PB

REAL JUREMA CAMPEÃ 2017 DO CAMPEONATO TAVARENSE DE FUTEBOL

 

 

 

PADRE DJACY BRASILEIRO

NA LUTA CONSTANTE EM FAVOR

DA CLASSE MENOS FAVORECIDA 

DO  SERTÃO PARAIBANO

Rádio Web

KM JUREMA CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E OUÇA A RÁDIO AO VIVO

Art Regina, Art com grafite

O CANAL DO BLOG NO YOUTUBE

     Comunicação Audiovisual                  

        fone: (83)9 98698213

            Hélio Mendes

STAR FOTO E VÍDEO

  

By Fábio Arrud@&Silvan@

Praça Coronel José Pereira -04

Centro-Princesa Isabel - PB

CONTATO: 041 83 999463213

                   FECEBOOK

 

 

Homem é morto a pedradas no agreste paraibano

Homem é morto a pedradas no agreste paraibano

Imagem ilustrativa  Paulo Cândido dos Santos, de 57 anos, teria sido morto...

Açude de Buiú, em Olho D’água tem menos de 20% da capacidade total

Açude de Buiú, em Olho D’água tem menos de 20% da capacidade total

As chuvas caídas nos últimos dias em toda a Paraíba têm animado os...

Prefeito é preso e confessa estupro de criança em SP, diz polícia

Prefeito é preso e confessa estupro de criança em SP, diz polícia

Imagem/ Roberto Coletta/ Arquivo pessoalO prefeito interino do município...

SERVENTE FAZ APOSTA PARA ATRAVESSAR AÇUDE E MORRE AFOGADO EM TABIRA.

SERVENTE FAZ APOSTA PARA ATRAVESSAR AÇUDE E MORRE AFOGADO EM TABIRA.

Via Blog do Pereira/Fotos de JR Terra.Na manhã deste sábado (21) a guarnição...

Em vídeo, Lula diz que poderia ter fugido, mas não quis

Em vídeo, Lula diz que poderia ter fugido, mas não quis

O GloboEm um vídeo divulgado neste domingo nas redes sociais, o...

196 mil pessoas devem ser vacinadas contra a gripe na Paraíba; veja se você é uma delas

196 mil pessoas devem ser vacinadas contra a gripe na Paraíba; veja se você é uma delas

Vacina contra gripe disponível nas unidades de saúde a partir desta segundaImagem:...

Presidente Michel Temer faz pronunciamento após delação da JBS

Em pronunciamento oficial, o presidente Michel Temer (PMDB) afirmou na tarde desta quinta-feira (18/05) que não vai renunciar ao cargo em razão da delação premiada de executivos da JBS, que veio à tona na noite de ontem e foi homologada pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

 “Não renunciarei. Repito, não renunciarei! Sei o que fiz e sei da correção dos meus atos. Exijo investigação plena e muito rápida, para os esclarecimentos ao povo brasileiro”, disse Temer, procurando demonstrar firmeza e segurança num momento em que crescem as especulações de que ele vai entregar o posto. 

A informação de que o empresário Joesley Batista gravou o presidente dando aval para comprar o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PDMB-RJ), preso e condenado na Operação Lava Jato, mergulhou o Planalto numa crise sem precedentes — a revelação foi feita pelo jornal O Globo.

Os partidos da base aliada ameaçam desembarcar do governo, incluindo o PSDB. Os trabalhos no Congresso estão paralisados e parlamentares da oposição já entraram com dois pedidos de impeachment contra o peemedebista.

Em discurso que durou cerca de cinco minutos, o presidente admitiu que se encontrou com o empresário da JBS no Palácio do Jaburu, mas negou que tivesse tratado com ele sobre pagamentos para calar Cunha.

“Ouvi realmente o relato de um empresário  [Joesley] que, por ter relações com o ex-deputado [Cunha], auxiliava a família do ex - parlamentar. Não solicitei que isso acontecesse e somente tive conhecimento nessa conversa pedida pelo empresário”, disse o peemedebista, classificando o áudio como ilegal. 

“A revelação de conversa gravada clandestinamente trouxe de volta o fantasma de crise política de proporção ainda não dimensionada”, completou.

O presidente também ressaltou que as revelações da JBS interrompem a retomada do crescimento econômico do país, jogando “tanto trabalho no lixo da história”, e que a sua biografia é ilibada. 

“Por uma razão singelíssima, não temo nenhuma delação. Não preciso de cargo público nem de foro especial. Nada tenho a esconder. Sempre honrei meu nome. 

A investigação pedida pelo STF será território onde surgirão todas as informações e no Supremo demonstrarei não ter nenhum envolvimento com esses fatos”, afirmou o presidente.

Da Veja