Pesquisa no Blog

Pesquisa no Google

 
bove=""

 

Vereadora Lenira - Tavares/PB

REAL JUREMA CAMPEÃ 2017 DO CAMPEONATO TAVARENSE DE FUTEBOL

Nenhum texto alternativo automático disponível.

PADRE DJACY BRASILEIRO

NA LUTA CONSTANTE EM FAVOR

DA CLASSE MENOS FAVORECIDA 

DO  SERTÃO PARAIBANO

Rádio Web

KM JUREMA

    Org. Pauliano Tomaz (Mimim)

Art Regina, Art com grafite

O CANAL DO BLOG NO YOUTUBE

     Comunicação Audiovisual                  

        fone: (83)9 98698213

            Hélio Mendes

STAR FOTO E VÍDEO

  

By Fábio Arrud@&Silvan@

Praça Coronel José Pereira -04

Centro-Princesa Isabel - PB

CONTATO: 041 83 999463213

                   FECEBOOK

ESPAÇO DEMOCRÁTICO, MANDE 

SUAS INFORMAÇÕES.

VOCÊ É RESPONSÁVEL PELO

CONTEÚDO QUE NOS ENVIA!!!

 

 

Bando usa drone, explode caixa e leva cerca de 150 mil

Bando usa drone, explode caixa e leva cerca de 150 mil

Ao menos cinco homens participaram, na madrugada desta sexta-feira (23), da explosão...

ESCOLA DO RIACHO DO MEIO É VISITADA PELO PREFEITO TOM E RECEBE GELA ÁGUA

ESCOLA DO RIACHO DO MEIO É VISITADA PELO PREFEITO TOM E RECEBE GELA ÁGUA

AscomDepois de ter se encontrado com associação do sítio Riacho do Meio no último...

INTERNAUTA DENUNCIA AO BLOG PÉSSICA CONDIÇÃO DA PE ENTRE MUNDO NOVO E A PARAÍBA.

INTERNAUTA DENUNCIA AO BLOG PÉSSICA CONDIÇÃO DA PE ENTRE MUNDO NOVO E A PARAÍBA.

 Não é segredo para ninguém que as rodovias estaduais de Pernambuco têm deixado...

Borracheiro comete suicídio no Distrito de Ibitiranga, em Carnaíba

Borracheiro comete suicídio no Distrito de Ibitiranga, em Carnaíba

O corpo do Borracheiro Sebastião Davi da Silva, conhecido como Batinha da Oficina, de 52...

COM 200 HECTARES DE TERRA ARADA EM MENOS DE UM MÊS, PROJETO DE ARAÇÃO SE DESTACA PELA SEGUNDA VEZ EM ÁGUA BRANCA

COM 200 HECTARES DE TERRA ARADA EM MENOS DE UM MÊS, PROJETO DE ARAÇÃO SE DESTACA PELA SEGUNDA VEZ EM ÁGUA BRANCA

AscomIniciado em 2017, em Água Branca/PB, na gestão do prefeito Everton Firmino...

Previsão é de chuvas acima da média na PB para março, abril e maio de 2018

Previsão é de chuvas acima da média na PB para março, abril e maio de 2018

Após sete anos de estiagem, a Paraíba deve ter chuvas na média, ou acima da média nos...

O juiz Pedro Vasconcelos (centro) com a equipe durante a reunião

A 1ª Vara Mista da Comarca de Princesa Isabel, que tem à frente o juiz Pedro Davi Alves de Vasconcelos, instituiu, nesta quinta-feira (20), a remição de pena pela leitura na Cadeia Pública da cidade. A unidade jurisdicional é competente pela execução penal.

De acordo com o magistrado, para a adoção da medida, deliberou-se pela criação de uma Comissão composta pelo diretor da unidade carcerária, por membros das secretarias de Administração Penitenciária, da Educação Estadual, da Educação Municipal e colaboradores do Instituto Federal da Paraíba.

A medida permitirá ao reeducando a remição de pena por meio de oficinas de leitura, em até 48 dias de sua condenação, por meio da apresentação de resenhas de obras literárias disponíveis na unidade prisional, conforme disposto nos artigos 568 e seguintes do Código de Normas da Corregedoria Geral de Justiça da Paraíba e na Recomendação nº 44/2013 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

“Desde que assumi a 1ª Vara, ouço os reeducandos reclamarem a instituição da medida. A Cadeia Pública conta com um corpo de servidores enxuto, porém, muito eficiente, gerido pelo diretor Decivaldo Soares Melo, o que propiciou a implementação do programa que teve pronta adesão das professoras do ensino municipal e estadual Dulcinéa Maria da Silva e Déborah Christiane de Souza Ferraz Leal, além do suporte do Instituto Federal da Paraíba (IFPB), representada pela docente Karoline Fernandes Siqueira Campos”, informou o juiz Pedro Vasconcelos.

O magistrado adiantou, ainda, que referidos profissionais comporão a Comissão para tratar da Remição pela Leitura e auxiliarão na elaboração das resenhas. “Penso que, além de se tratar de uma valiosa possibilidade de diminuição do tempo de cumprimento da sanção, consiste num inestimável estímulo ao crescimento pessoal do participante. Devo registrar que o projeto não seria viável sem a contribuição das juízas Andréa Arcoverde Cavalcanti Vaz e Maria Eduarda Borges Araújo,” declarou o magistrado.

 

Assessoria – TJPB