Pesquisa no Blog

Conheça o autor

Pesquisa no Google

 
bove=""

 

REAL JUREMA CAMPEÃ 2017 DO CAMPEONATO TAVARENSE DE FUTEBOL

 

 

 

PADRE DJACY BRASILEIRO

NA LUTA CONSTANTE EM FAVOR

DA CLASSE MENOS FAVORECIDA 

Rádio Web

KM JUREMA CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E OUÇA A RÁDIO AO VIVO

Art Regina, Art com grafite

  Comunicação Audiovisual

STAR FOTO E VÍDEO

 

By Fábio Arrud@&Silvan@

Praça Coronel José Pereira -04

Centro-Princesa Isabel - PB

CONTATO: 041 83 999463213

         FECEBOOK

SERRA TALHADA: Prefeito Luciano Duque comenta Datafolha e afirma que tempo do PSB acabou

SERRA TALHADA: Prefeito Luciano Duque comenta Datafolha e afirma que tempo do PSB acabou

Do Blog do companheiro Cauê RodriguesPara o prefeito de Serra Talhada, Luciano...

ÁGUA BRANCA: Prefeito Tom entrega novos brinquedos e fardamento na Creche Dona Zezé. (VÍDEO).

As crianças da creche Dona Zezé, em Água Branca, no Sertão da Paraíba, têm mais um motivo...

Ibope, Haddad ganhou 2 milhões de votos/dia em 1 semana

Ibope, Haddad ganhou 2 milhões de votos/dia em 1 semana

Itamar Garcez – Blog Os Divergentes O levantamento do Ibope divulgado...

HOMEM É ASSASSINADO COM UM TIRO NA CABEÇA, EM SANTANA DE MANGUEIRA.

HOMEM É ASSASSINADO COM UM TIRO NA CABEÇA, EM SANTANA DE MANGUEIRA.

Um homem, identificado como João Galdino da Silva Neto, mais conhecido como “João de...

Vereador de Sapé morre em grave acidente de carro na BR-230

Vereador de Sapé morre em grave acidente de carro na BR-230

O presidente da Câmara dos Vereadores de Sapé, Johni Rocha, de 38 anos, morreu na...

 

 

O governo estuda acabar com o horário de verão. O assunto está em avaliação na Casa Civil e caberá ao presidente Michel Temer bater o martelo. A intenção da equipe envolvida nas discussões é decidir sobre o tema nas próximas semanas, já que o próximo período de vigência do horário diferenciado está previsto para começar em outubro até fevereiro.
O horário de verão foi criado com o objetivo de economizar energia elétrica durante o período em que está em vigor. Um estudo do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) e do Ministério de Minas e Energia concluiu, no entanto, que essa política pública traz efeitos “ próximos à neutralidade” com relação à economia de energia elétrica. Ou seja, o principal objetivo da medida, economizar eletricidade, não é mais atingido.

Foi a partir daí que o assunto passou a ser analisado por outros entes do governo. A avaliação é de que o período em que a maior parte do país adianta o relógio em uma hora já faz parte dos costumes e da cultura do brasileiro.

Por isso, a decisão que vier a ser tomada levará em conta também esses aspectos, além da capacidade de economizar energia. Entre os técnicos que defendem a medida dentro do governo, o argumento é de que o horário pode ser positivo para setores como comércio e turismo, apesar do pouco impacto na economia de energia. Isso porque as pessoas têm mais uma hora para consumir, o que seria benéfico para empresas desses setores econômicos.

A Casa Civil informou que foi criado um grupo de trabalho especialmente dedicado a analisar a eficácia do horário de verão, após a conclusão dos estudos técnicos. Disse ainda que uma decisão deve sair “em breve”, mas não deu prazo.

A decisão cabe apenas ao Poder Executivo, ou seja, não precisa passar pelo Congresso Nacional. As discussões sobre o horário de verão ganharam força no governo após um estudo do ONS e do ministério constatar que a “adoção desta política pública atualmente traz resultados próximos à neutralidade para o consumidor brasileiro de energia elétrica, tanto em relação à economia de energia, quanto para a redução da demanda máxima do sistema”.

O estudo atribui esse resultado à “mudanças no perfil” da sociedade e na “composição da carga”, que vem sendo observado nos últimos anos. No passado, quando o horário era mais eficiente, as pessoas e empresas eram estimuladas a encerrarem suas atividades do dia com a luz do sol ainda presente, evitando que muitos equipamentos estivessem ainda ligados quando acionada a iluminação noturna.

A mudança do perfil do brasileiro, no entanto, mudou as características do consumo. Muita gente deixou de ter um horário tradicional de trabalho, chegando em casa já à noite. Além disso, principalmente durante as tardes de verão, o uso de equipamentos, como o ar condicionado, foi intensificado. (G1)