Pesquisa no Blog

Pesquisa no Google

 
bove=""

 

REAL JUREMA CAMPEÃ 2017 DO CAMPEONATO TAVARENSE DE FUTEBOL

 

 

 

PADRE DJACY BRASILEIRO

NA LUTA CONSTANTE EM FAVOR

DA CLASSE MENOS FAVORECIDA 

Rádio Web

KM JUREMA CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E OUÇA A RÁDIO AO VIVO

Art Regina, Art com grafite

  Comunicação Audiovisual

STAR FOTO E VÍDEO

 

By Fábio Arrud@&Silvan@

Praça Coronel José Pereira -04

Centro-Princesa Isabel - PB

CONTATO: 041 83 999463213

         FECEBOOK

Prefeito de Tavares Dr. Ailton Suassuna entregará novas ambulâncias a população na próxima segunda-feira (23)

Prefeito de Tavares Dr. Ailton Suassuna entregará novas ambulâncias a população na próxima segunda-feira (23)

Na próxima segunda-feira (23/07), o prefeito de Tavares, Dr. Aílton Suassuna (MDB), vai...

Jovem de 17 anos morre em acidente entre Fátima e Carnaíba

Jovem de 17 anos morre em acidente entre Fátima e Carnaíba

Nill JuniorO Arthur Alves, de 17 anos, morador do Distrito de Fátima, município de...

PR convence Tiririca a disputar a reeleição

PR convence Tiririca a disputar a reeleição

O PR convenceu o deputado Francisco Everardo Oliveira Silva, o Tiririca, a disputar a...

PRINCESA ISABEL: EXÉRCITO SUSPENDE OPERAÇÃO CARRO-PIPA EM COMUNIDADES DA ZONA URBANA, A PARTIR DE 01 DE AGOSTO

PRINCESA ISABEL: EXÉRCITO SUSPENDE OPERAÇÃO CARRO-PIPA EM COMUNIDADES DA ZONA URBANA, A PARTIR DE 01 DE AGOSTO

Por determinação da Organização Militar Executora (OME) da Operação Carro Pipa, foi...

VIGILÂNCIA SANITÁRIA CONVOCA REUNIÃO DE EMERGÊNCIA PARA NORMATIZAR TRANSPORTE DE CARNES EM PRINCESA ISABEL

VIGILÂNCIA SANITÁRIA CONVOCA REUNIÃO DE EMERGÊNCIA PARA NORMATIZAR TRANSPORTE DE CARNES EM PRINCESA ISABEL

A Vigilância Sanitária do município de Princesa Isabel, no Sertão da Paraíba, se reunirá...

Conta de luz ; energia elétrica ; aumento nas tarifas de energia ;  (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

(FOTO: MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL)

Sidney Silva - A partir de janeiro de 2018, os brasileiros que consumem, em média, 500 Kwh/mês, vão poder reduzir o valor da conta de luz. Isto vai ser possível devido a uma nova opção chamada tarifa branca, que permite o consumidor pagar valores bem menores se usar a energia elétrica fora do horário de pico.

Nos dias úteis, o valor da tarifa branca varia em três horários: ponta, intermediário e fora de ponta. Na ponta e no intermediário, a energia é mais cara. Fora de ponta, é mais barata. Nos feriados nacionais e nos fins de semana, o valor é sempre fora de ponta. Ou seja, o período em que a tarifa branca é mais cara é das 18hs às 21hs. O período intermediário vai de 17hs às 18hs e das 21hs às 22hs. Fora destes horários a tarifa de energia elétrica vai ser mais barata. É o que explica o diretor geral da Aneel, Romeu Rufino. “Não é não consumir, é consumir ao longo do dia e nos finais de semana no horário diferente deste horário que nós chamamos de ponta.”

É importante que o consumidor, antes de optar pela tarifa branca, conheça o seu perfil de consumo. Quanto mais o consumidor deslocar seu consumo para o período fora de ponta e quanto maior for a diferença entre essas duas tarifas, maiores serão os benefícios.

Agora, se o seu consumo for maior nos períodos de ponta e intermediário e não houver possibilidade de transferência do uso dessa energia elétrica para o período fora de ponta, essa tarifa branca não é recomendada e o ideal e mais vantajoso é continuar na tarifa convencional.

O proprietário de uma barbearia do Distrito Federal, José Eriston Cartaxo, paga quase mil reais de conta de luz e disse que vai aderir a nova tarifa para tentar economizar. “Tudo que dá retorno para o empresário eu acho que é importante. Faz com que a gente ainda fique mais atento a isto, que a gente vai ver o resultado, né?”

A tarifa vai ser disponibilizada de forma gradual. Quem tem um consumo médio de 500 Kwh/mês já pode aderir em janeiro de 2018. Já aqueles que consomem, em média, 250 Kwh/mês poderão aderir a tarifa branca a partir de 1º de janeiro de 2019. E no dia 1º de janeiro de 2020, a tarifa vai estar disponível para toda a população brasileira.

 

O cidadão deve pedir a adesão à nova tarifa e, se não ver vantagem na redução da conta, pode voltar a tarifa normal um mês depois.