Pesquisa no Blog

Conheça o autor

Pesquisa no Google

 
bove=""

 

REAL JUREMA CAMPEÃ 2017 DO CAMPEONATO TAVARENSE DE FUTEBOL

 

 

 

PADRE DJACY BRASILEIRO

NA LUTA CONSTANTE EM FAVOR

DA CLASSE MENOS FAVORECIDA 

Rádio Web

KM JUREMA CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E OUÇA A RÁDIO AO VIVO

Art Regina, Art com grafite

  Comunicação Audiovisual

STAR FOTO E VÍDEO

 

By Fábio Arrud@&Silvan@

Praça Coronel José Pereira -04

Centro-Princesa Isabel - PB

CONTATO: 041 83 999463213

         FECEBOOK

Manifestantes a favor de Haddad em Tavares realizarão “Caminhada da Vitória” nesta segunda-feira (22)

Manifestantes a favor de Haddad em Tavares realizarão “Caminhada da Vitória” nesta segunda-feira (22)

Nesta segunda-feira (22/10) apoiadores do candidato a presidente Fernando Haddad (PT), na...

TSE abre investigação para apurar crime de Caixa 2 eleitoral de Bolsonaro

TSE abre investigação para apurar crime de Caixa 2 eleitoral de Bolsonaro

Por O GloboO ministro Jorge Mussi, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), abriu...

Assaltantes disparam quatro tiros no carro do filho de José Maranhão

Assaltantes disparam quatro tiros no carro do filho de José Maranhão

Por Click PBO carro de Leopidio Maranhão, filho do senador José Maranhão, foi...

Supremo derruba pagamento de pensão para ex-governadores da Paraíba

Supremo derruba pagamento de pensão para ex-governadores da Paraíba

Jornal da ParaíbaO Supremo Tribunal Federal (STF) proibiu, por unanimidade, o...

Celular pode ter causado incêndio em residência no interior da PB

Celular pode ter causado incêndio em residência no interior da PB

Uma casa pegou fogo nesta sexta-feira (19), na cidade de Sousa, Sertão da Paraíba, e...

 

 

Aesa prevê trimestre mais chuvoso para área seca da Paraíba

Alça Sudeste, em Patos.

Meteorologistas da Agência Executiva de Gestão da Águas (Aesa) informaram nesta quinta (28), em Campina Grande, que o primeiro trimestre de 2018 será com chuvas dentro da média história no Cariri, Curimataú, Sertão e Alto Sertão.

A previsão climática é otimista, frente ao período de estiagem registrado em 2017, com chuvas abaixo da média, e também previsto pela Aesa no fim de 2016.

De acordo com o setor de Monitoramento e Hidrometria da Aesa, os últimos seis anos foram de chuvas abaixo da média histórica na maior parte do estado. A estiagem de 2017 foi provocada, principalmente, pelas condições do Oceano Atlântico e a influência do fenômeno El Niño.

“Neste momento, o Oceano Atlântico, que representa um importante condicionante da variabilidade climática, apresenta condições neutras e isso contribui para a chegada de chuvas por aqui.

Quando fizemos esta avaliação, no final do ano passado, as condições eram negativas. Outra coisa que nos favorece é a presença do fenômeno La Niña, mesmo estando com intensidade fraca, na região do Oceano Pacífico”, explicou a meteorologista da Aesa, Marle Bandeira.

Durante os meses de janeiro e fevereiro as chuvas não devem ser constantes, nem localizadas em uma única região. “É importante ressaltar que o semiárido nordestino tem como características a alta variabilidade espacial e temporal dos índices pluviométricos”, ressaltou Carmem Becker, que também é meteorologista da Aesa. “Por isso é de fundamental importância, o monitoramento contínuo das condições oceânicas e atmosféricas globais”, completou o gerente de Monitoramento e Hidrometria da Aesa, Alexandre Magno.

Segundo a Aesa, apenas um reservatório está sangrando; outros 25 estão com pouco mais de 20%; 32 têm menos de 20%; e 60 estão em situação crítica, com menos de 5% do volume total.

 

Portal Correio