Pesquisa no Blog

Conheça o autor

Pesquisa no Google

 
bove=""

 

REAL JUREMA CAMPEÃ 2017 DO CAMPEONATO TAVARENSE DE FUTEBOL

 

 

 

PADRE DJACY BRASILEIRO

NA LUTA CONSTANTE EM FAVOR

DA CLASSE MENOS FAVORECIDA 

Rádio Web

KM JUREMA CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E OUÇA A RÁDIO AO VIVO

Art Regina, Art com grafite

  Comunicação Audiovisual

STAR FOTO E VÍDEO

 

By Fábio Arrud@&Silvan@

Praça Coronel José Pereira -04

Centro-Princesa Isabel - PB

CONTATO: 041 83 999463213

         FECEBOOK

PRINCESA SEDIA I ENCONTRO DE MESAS DIRETORAS DOS CONSELHOS MUNICIPAIS DE SAÚDE

PRINCESA SEDIA I ENCONTRO DE MESAS DIRETORAS DOS CONSELHOS MUNICIPAIS DE SAÚDE

O município de Princesa Isabel, no Sertão da Paraíba, sedia hoje (18) o I Encontro...

Suspeito nega ter matado a esposa grávida: ‘ A gente nem brigava’

Suspeito nega ter matado a esposa grávida: ‘ A gente nem brigava’

Portal T5"Impossível ter tido pancada, pois nós não saímos com nenhum objeto”. Com...

Polícia recaptura fugitivo do PB1 tentando sair do estado; ainda restam 44 foragidos

Polícia recaptura fugitivo do PB1 tentando sair do estado; ainda restam 44 foragidos

Uma ação conjunta realizada entre a Polícia Militar e a Polícia Rodoviária Federal...

Bandidos encapuzados arrombam empresa em Serra Talhada e levam quantia de R$ 50 mil

Bandidos encapuzados arrombam empresa em Serra Talhada e levam quantia de R$ 50 mil

Três homens encapuzados arrombaram uma empresa distribuidora de alimentos em Serra...

 

 

Circula nas redes sociais um vídeo que mostra o prefeito afastado de Bayeux, Berg Lima, supostamente cobrando e recebendo propina em ocasião diferente da que resultou em flagrante que o levou à prisão, no dia 5 de julho do ano passado, em uma operação do Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público da Paraíba, na qual é suspeito de extorquir um servidor da prefeitura.

No novo vídeo, cuja data de gravação era desconhecida até o fechamento desta matéria, o gestor afastado aparece em um restaurante, na companhia de algumas pessoas estão fazendo refeição. Em determinado momento, o homem que estaria gravando o vídeo e seria aparentemente proprietário do local, segue com Berg para uma conversa mais reservada, em uma sala localizada em um pavimento superior. Durante o deslocamento, o interlocutor do prefeito afastado chega a afirmar: “Vamos refazer nossas contas”. Em seguida, o suposto empresário comenta detalhes sobre uma reforma que faria no local, com a instalação de novos equipamentos.

Já na sala citada, chamada de “QG” pelo homem que estaria gravando o vídeo, Berg Lima é apresentado a uma secretária e, com a saída da mulher do local, o gestor e o interlocutor passam, com volume das vozes reduzido, a tratar sobre valores em dinheiro, que eram citados pelo homem e confirmados por Berg, que fazia sinais positivos com a cabeça e complementava a soma das contas que eram tratadas. Nesse momento, o prefeito afastado teria recebido certa quantia em dinheiro, que teria sido colocada em um envelope.

No fim do vídeo, de maneira enfática, Berg Lima se dirige ao homem e diz: “Deixe eu dizer uma coisa para você: problema entre prefeitura e você, resolva comigo”.

A redação tentou falar com membros do Gaeco e com o advogado de defesa de Berg Lima, mas as ligações não foram atendidas.

Entenda o caso

Depois de passar mais de quatro meses preso no 5º Batalhão da Polícia Militar de João Pessoa, Berg Lima deixou a prisão no dia 28 novembro, após o Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidir, por maioria, conceder habeas corpus em favor de sua soltura. No dia seguinte, também virou réu na esfera criminal, em uma notícia-crime, após o pleno do TJPB receber a denúncia oferecida pelo Ministério Público Estadual (MPPB) sobre o vídeo em que é flagrado supostamente recebendo propina.

Berg Lima tenta retornar ao mandato hoje ocupado pelo vice, Luiz Antônio (PSDB), que também é alvo de denúncia que está sendo apurada pela Câmara.

Na época da prisão, Berg já vinha sendo investigado há 40 dias, após um empresáriodenunciar que era vítima de extorsão. O recebimento do dinheiro foi filmado e o vídeo mostra o empresário fornecedor da prefeitura de Bayeux contando o dinheiro, que somava R$ 4 mil, e entregando ao prefeito.

Na ação que foi proposta pelo MPPB, Berg é acusado de exigir e efetivamente receber, em três ocasiões distintas (26/04/2017, 30/06/2017 e 05/07/2017), as quantias de R$5 mil, R$3 mil e R$3,5 mil, respectivamente, totalizando R$11,5 mil, valores que foram entregues pessoalmente ao gestor como condição para que a municipalidade pagasse parte da dívida que tinha para com uma empresa de alimentos.

Absolvição na Câmara Municipal de Bayeux

O prefeito afastado foi absolvido por 10 votos a 7 em sessão de julgamento na Câmara Municipal, que se iniciou às 10h30 do dia 29 de dezembro do ano passado e só  terminou na madrugada do dia 30, cerca de 15 horas depois. Para ser condenado e ter a perda do mandato decretada pelo Legislativo Municipal, ele precisava de 12 votos contrários à sua absolvição.

A sessão julgou a denúncia que pedia a cassação de Berg por suposta prática de infração político-administrativa. Apesar disso, a palavra final sobre o destino político e se ele voltará ou não ao comando da prefeitura será do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB).

Nova denúncia

Berg deve ser ouvido nesta quarta-feira (10), pela Comissão Processante da Câmara Municipal de Bayeux, que apura uma segunda denúncia que pede a cassação de seu mandato por suposta prática de infração político-administrativa. Os integrantes da comissão vão ouvir três testemunhas da defesa e, ao final, o próprio acusado.

De acordo com o advogado Aécio Farias, procurador da Câmara de Bayeux, serão ouvidos pela Comissão Caio Cabral, Israel Rêmora e Washington, todos auxiliares de Berg Lima, que ocupavam, respectivamente, os cargos de secretário da Administração, Procurador-Geral do Município e chefe do setor de compras.

Desta vez, a Câmara Municipal de Bayeux instaurou uma comissão no último dia 23 de novembro para apurar denúncia de suposta locação de carros fantasmas. O gestor afastado está sendo acusado por um morador de suposta fraude em aluguéis de veículos para administração municipal, quando ainda estava no comando da prefeitura.

Rafael San – Portal Correio