Pesquisa no Blog

Pesquisa no Google

 
bove=""

 

REAL JUREMA CAMPEÃ 2017 DO CAMPEONATO TAVARENSE DE FUTEBOL

 

 

 

PADRE DJACY BRASILEIRO

NA LUTA CONSTANTE EM FAVOR

DA CLASSE MENOS FAVORECIDA 

Rádio Web

KM JUREMA CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E OUÇA A RÁDIO AO VIVO

Art Regina, Art com grafite

  Comunicação Audiovisual

STAR FOTO E VÍDEO

 

By Fábio Arrud@&Silvan@

Praça Coronel José Pereira -04

Centro-Princesa Isabel - PB

CONTATO: 041 83 999463213

         FECEBOOK

Prefeito de Tavares Dr. Ailton Suassuna entregará novas ambulâncias a população na próxima segunda-feira (23)

Prefeito de Tavares Dr. Ailton Suassuna entregará novas ambulâncias a população na próxima segunda-feira (23)

Na próxima segunda-feira (23/07), o prefeito de Tavares, Dr. Aílton Suassuna (MDB), vai...

Jovem de 17 anos morre em acidente entre Fátima e Carnaíba

Jovem de 17 anos morre em acidente entre Fátima e Carnaíba

Nill JuniorO Arthur Alves, de 17 anos, morador do Distrito de Fátima, município de...

PR convence Tiririca a disputar a reeleição

PR convence Tiririca a disputar a reeleição

O PR convenceu o deputado Francisco Everardo Oliveira Silva, o Tiririca, a disputar a...

PRINCESA ISABEL: EXÉRCITO SUSPENDE OPERAÇÃO CARRO-PIPA EM COMUNIDADES DA ZONA URBANA, A PARTIR DE 01 DE AGOSTO

PRINCESA ISABEL: EXÉRCITO SUSPENDE OPERAÇÃO CARRO-PIPA EM COMUNIDADES DA ZONA URBANA, A PARTIR DE 01 DE AGOSTO

Por determinação da Organização Militar Executora (OME) da Operação Carro Pipa, foi...

VIGILÂNCIA SANITÁRIA CONVOCA REUNIÃO DE EMERGÊNCIA PARA NORMATIZAR TRANSPORTE DE CARNES EM PRINCESA ISABEL

VIGILÂNCIA SANITÁRIA CONVOCA REUNIÃO DE EMERGÊNCIA PARA NORMATIZAR TRANSPORTE DE CARNES EM PRINCESA ISABEL

A Vigilância Sanitária do município de Princesa Isabel, no Sertão da Paraíba, se reunirá...

Correção é feita por dois professores, que conferem ao texto do candidato uma nota entre 0 e 1.000 pontos

mec-libera-correcao-da-redacao-do-enem-confira

Imagem ilustrativa/Foto: Elza Fiuza/Agência Brasil (Fotos Públicas)

Os estudantes que participaram da última edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), realizada em novembro do ano passado, já podem conferir, pelo portal, a correção de sua redação. A correção é feita por dois professores, que conferem ao texto do candidato uma nota entre 0 e 1.000 pontos, observando cinco critérios, cada um valendo 200 pontos, que, somados, dão a nota total.

Os critérios são: comprovar domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa; demonstrar compreensão da proposta da redação, aplicando conceitos de áreas distintas no desenvolvimento do tema; selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos na defesa de um ponto de vista; demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários à argumentação; e sugerir uma intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela organização do Enem, informou, em nota, que, “acatando decisão do Supremo Tribunal Federa”, a banca de correção acabou por não punir com nota 0 candidatos que compuseram, em seus textos, enunciados favoráveis a violações de direitos humanos, sanção que estava prevista no edital da prova.

De acordo com uma cartilha divulgada pelo Inep, também seriam passíveis de anulação as redações que contivessem “impropérios e desenhos ou aquelas que fugissem ao assunto ou  (sete) linhas. Foi exigido que o candidato escrevesse, no mínimo, oito linhas, limite que, quando desrespeitado, também justificaria a nota zero.

No Enem 2017, os candidatos foram desafiados a escrever sobre os obstáculos que os surdos enfrentam em seu processo educacional. Cerca de 6,7 milhões de candidatos tiveram a inscrição confirmada, dos quais 30,2% faltaram no primeiro dia. No segundo dia de prova, o índice de abstenção subiu para 32%.

 

Também foi divulgada nesta segunda-feira a nota dos estudantes que fizeram o teste na condição de treineiros, ou seja, participantes que, no ano passado, ainda não tinham concluído o ensino médio e eram menores de 18 anos. No caso dos treineiros, que representaram 8,9% do total de participantes na última edição do Enem, os resultados atingidos não podem ser usados para acesso às instituições de ensino superior.