Pesquisa no Blog

Conheça o autor

Pesquisa no Google

 
bove=""

 

REAL JUREMA CAMPEÃ 2017 DO CAMPEONATO TAVARENSE DE FUTEBOL

 

 

 

PADRE DJACY BRASILEIRO

NA LUTA CONSTANTE EM FAVOR

DA CLASSE MENOS FAVORECIDA 

Rádio Web

KM JUREMA CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E OUÇA A RÁDIO AO VIVO

Art Regina, Art com grafite

  Comunicação Audiovisual

STAR FOTO E VÍDEO

 

By Fábio Arrud@&Silvan@

Praça Coronel José Pereira -04

Centro-Princesa Isabel - PB

CONTATO: 041 83 999463213

         FECEBOOK

SERRA TALHADA: Prefeito Luciano Duque comenta Datafolha e afirma que tempo do PSB acabou

SERRA TALHADA: Prefeito Luciano Duque comenta Datafolha e afirma que tempo do PSB acabou

Do Blog do companheiro Cauê RodriguesPara o prefeito de Serra Talhada, Luciano...

ÁGUA BRANCA: Prefeito Tom entrega novos brinquedos e fardamento na Creche Dona Zezé. (VÍDEO).

As crianças da creche Dona Zezé, em Água Branca, no Sertão da Paraíba, têm mais um motivo...

Ibope, Haddad ganhou 2 milhões de votos/dia em 1 semana

Ibope, Haddad ganhou 2 milhões de votos/dia em 1 semana

Itamar Garcez – Blog Os Divergentes O levantamento do Ibope divulgado...

HOMEM É ASSASSINADO COM UM TIRO NA CABEÇA, EM SANTANA DE MANGUEIRA.

HOMEM É ASSASSINADO COM UM TIRO NA CABEÇA, EM SANTANA DE MANGUEIRA.

Um homem, identificado como João Galdino da Silva Neto, mais conhecido como “João de...

Vereador de Sapé morre em grave acidente de carro na BR-230

Vereador de Sapé morre em grave acidente de carro na BR-230

O presidente da Câmara dos Vereadores de Sapé, Johni Rocha, de 38 anos, morreu na...

 

Arlene Régis dos Santos vai continuar presa no Manicômio Judiciário. Crime ocorrido há 9 anos vitimou meninos de 12 e 7 anos.

Arlene Régis está presa em um hospital psiquiátrico (Foto: George Arroxelas / G1)

(Foto: George Arroxelas / G1)

G1 AL

A mulher que matou dois dos três filhos há 9 anos foi condenada, na noite desta segunda-feira (19), a 80 anos de prisão. Arlene Régis dos Santos vai continuar cumprindo pena no Manicômio Judiciário.

Ao final do júri popular que aconteceu no Fórum da Capital, no Barro Duro, em Maceió, o juiz John Silas, que presidiu a sessão e proferiu a sentença, disse que a pena corresponde a questões qualificadoras do crime.

“A pena base foi de 20 anos, mas teve aumentos e qualificadoras para cada filho. Ela foi condenada a 40 anos por matar cada filho. Como são dois, coube a pena de 80 anos”, esclareceu o juiz.

O magistrado disse ainda que Arlene deve continuar internada em um centro psiquiátrico, mesmo com a prisão preventiva.

“Até um novo laudo, ela deve permanecer lá mesmo com a prisão decretada. Ela tem um transtorno que precisa ser tratado. Não é só jogar na cadeia. O laudo pericial e os jurados entenderam que ela era plenamente capaz de entender o ato ilícito feito por ela à época do crime”, enfatizou o juiz.

O pai das crianças, Abelardo Pedro Nobre contou que havia pedido a separação antes dos assassinatos. Em juízo, ele detalhou a relação conturbada que tinha com a ré e também falou da carta encontrada após o crime, escrita por Arlene, que explicava os motivos do crime.

Crime

 

No dia 29 de setembro de 2009, Arlene estrangulou Antony Pedro Santos Nobre, de 7 anos, e esfaqueou Abelardo Pedro Neto, de 12. Ela foi presa em um centro psiquiátrico, recebeu alvará de soltura, mas a família preferiu mantê-la em tratamento.