Pesquisa no Blog

Pesquisa no Google

 
bove=""

 

REAL JUREMA CAMPEÃ 2017 DO CAMPEONATO TAVARENSE DE FUTEBOL

 

 

 

PADRE DJACY BRASILEIRO

NA LUTA CONSTANTE EM FAVOR

DA CLASSE MENOS FAVORECIDA 

Rádio Web

KM JUREMA CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E OUÇA A RÁDIO AO VIVO

Art Regina, Art com grafite

  Comunicação Audiovisual

STAR FOTO E VÍDEO

 

By Fábio Arrud@&Silvan@

Praça Coronel José Pereira -04

Centro-Princesa Isabel - PB

CONTATO: 041 83 999463213

         FECEBOOK

HOMEM É MORTO A FACADAS EM BAR NA CIDADE DE TAVARES, NA PB.

HOMEM É MORTO A FACADAS EM BAR NA CIDADE DE TAVARES, NA PB.

Imagem de WhatsAppUm homem identificado inicialmente por Damião foi morto na noite...

Dupla é presa utilizando bloqueador de alarmes para furtar carros em shopping de João Pessoa

Dupla é presa utilizando bloqueador de alarmes para furtar carros em shopping de João Pessoa

A polícia prendeu em flagrante na tarde desta segunda-feira (16) dois homens que...

Corpo encontrado na manhã desta segunda-feira (16) em Princesa Isabel é de um jovem de Manaíra, na PB
Simpática presidente da Croácia se torna exemplo para os políticos brasileiros

Simpática presidente da Croácia se torna exemplo para os políticos brasileiros

Nenhuma autoridade política se destacou tanto na Copa do Mundo 2018 quanto Kolinda...

Tavares: Secretaria de Assistência Social realiza cadastro de famílias a serem contempladas com o Programa Água para Todos

Tavares: Secretaria de Assistência Social realiza cadastro de famílias a serem contempladas com o Programa Água para Todos

A Prefeitura de Tavares, no Sertão da Paraíba, através da Secretaria de Assistência...

O supervisor de obras Josemar de Oliveira, 50 anos, saiu de Brasília no dia 17 de março

(Foto: Beatriz Fernandes/Arquivo Pessoal)

Por Eloyna Alves, G1 PB

Era 10h10 do dia 17 de março quando o supervisor de obras Josemar de Oliveira, 50 anos, saiu de Brasília em direção ao distrito de São Gonçalo, município de Sousa, no Sertão da Paraíba. Ele estava determinado a cumprir a promessa que fez à filha cerca de cinco anos atrás: cavalgar 2 mil quilômetros até o interior paraibano para participar da festa de formatura dela em medicina veterinária, pelo Instituto Federal da Paraíba (IFPB), no campus de Sousa.

Para essa aventura, que vem sendo planejada há dois anos, ele montou uma estrutura de cuidados tanto para ele quanto para os animais que o acompanham nessa missão. A previsão é de que Josemar chegue a São Gonçalo no dia 15 de abril e a festa da filha, Beatriz Fernandes, 22 anos, será no dia 21 do mesmo mês.

Vão ser cerca de dois mil quilômetros percorridos até que ele reencontre a filha. Para essa longa viagem, ele fez um orçamento de cerca de R$ 15 mil e mais do que coragem para cumprir a promessa, ele precisou também de companhia.

Por esse motivo, a esposa dele, a dona de casa Lucimar Dantas, 51 anos, segue com ele na viagem, além de um casal de amigos, o produtor rural Cícero Duarte, 41 anos, e a dona de casa Maria das Graças, 36 anos. O casal é de Poço de José de Moura, também no Sertão da Paraíba, e conheceu os pais de Beatriz durante o planejamento da viagem.

 

Josemar é natural de Coremas, na Paraíba, mas ainda criança se mudou para São Gonçalo, onde morava a esposa, e há 29 anos foram morar em Brasília. Todos os anos ele visita o lugar onde passou boa parte da infância e da adolescência. Cavalgando, é a primeira vez que faz a viagem, o que está sendo ainda mais especial.

“Eu sempre tive vontade de fazer uma viagem longa a cavalo. Gosto muito de cavalgar. E quando Beatriz foi para Sousa fazer medicina veterinária eu achei que ela não ia aguentar, ia voltar para casa. Aí fiz a promessa e agora estou cumprindo”, explicou o supervisor de obras.

Lucimar Dantas, esposa de Josemar de Oliveira, está sendo compaheira de viagem do esposo para participarem de formatura da filha (Foto: Beatriz Fernandes/Arquivo Pessoal)

Lucimar Dantas, esposa de Josemar de Oliveira, está sendo compaheira de viagem do esposo para participarem de formatura da filha

(Foto: Beatriz Fernandes/Arquivo Pessoal)

Roteiro passa por cinco estados até a Paraíba

 

No roteiro da viagem, que partiu de Brasília em uma cavalgada até a saída da capital, está a passagem pelos estados de Goiás, Minas Gerais, Bahia, Pernambuco e Ceará, até chegar à Paraíba. Para conseguir concluir todo esse trajeto, foi montada uma operação entre os viajantes.

As mulheres seguem em uma caminhonete onde tem alimentação e outros itens para dar suporte à viagem, cuja maior parte é para os bichos, incluindo ainda medicamentos. Há também um trailer para levar a ração dos animais e para eles serem transportados em algumas circunstâncias. Isso porque os homens alternam a cavalgada em três animais, sendo uma mula (Tesoura), um burro (Alicate) e uma égua (Bella), e vão uma parte no carro.

 

Dos 2 mil km do percurso, a pretensão de Josemar é fazer pelo menos 1,4 mil km montado e o restante no automóvel. Segundo ele, não dá para fazer a viagem toda cavalgando devido às condições das rodovias, do cansaço para eles e para os animais.

Josemar fez questão de levar um mapa em vez de um GPS para visualizar melhor o caminho e evitar ao máximo o asfalto, cavalgando apenas na estrada de terra. Durante quase um mês de viagem, o grupo deve percorrer ao menos 50 km diários.

Pai fez questão de levar um mapa em vez de um GPS para seguir roteiro de viagem (Foto: Beatriz Fernandes/Arquivo Pessoal)

Pai fez questão de levar um mapa em vez de um GPS para seguir roteiro de viagem

(Foto: Beatriz Fernandes/Arquivo Pessoal)

Rotina cansativa e ansiedade pelo reencontro

 

A cada dia, depois do café da manhã, as mulheres seguem a viagem de carro na frente e montam um lugar para fazer o almoço, onde esperam por Josemar e Cícero. Toda vez que param, eles soltam os animais para descansarem e comerem também.

Quando o sol esfria um pouco, eles voltam a cavalgar até escurecer e chegarem em algum ponto que dê para dormir. É nesse momento em que eles tentam estabelecer um contato com a família, que está sendo feito por meio da Internet.

 

Ao amanhecer, o grupo se prepara para mais um dia de aventura. Os viajantes chegaram a criar um perfil em uma rede social para manter familiares e amigos atualizados a respeito do que acontece pelo caminho.