Pesquisa no Blog

Conheça o autor

Pesquisa no Google

 
bove=""

 

REAL JUREMA CAMPEÃ 2017 DO CAMPEONATO TAVARENSE DE FUTEBOL

 

 

 

PADRE DJACY BRASILEIRO

NA LUTA CONSTANTE EM FAVOR

DA CLASSE MENOS FAVORECIDA 

Rádio Web

KM JUREMA CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E OUÇA A RÁDIO AO VIVO

Art Regina, Art com grafite

  Comunicação Audiovisual

STAR FOTO E VÍDEO

 

By Fábio Arrud@&Silvan@

Praça Coronel José Pereira -04

Centro-Princesa Isabel - PB

CONTATO: 041 83 999463213

         FECEBOOK

Em Piancó, apenados tentam fuga da cadeia pública mas são impedidos pela PM

Em Piancó, apenados tentam fuga da cadeia pública mas são impedidos pela PM

A cidade de Piancó amanheceu o domingo (09/12) agitado com a notícia de que apenados...

Fábio Tyrone, prefeito de Sousa, vai novamente para páginas policiais

Fábio Tyrone, prefeito de Sousa, vai novamente para páginas policiais

Paraiba.com.brNão é a primeira vez que o prefeito Fábio Tyrone troca de noticiário,...

Dois integrantes do MST são executados a tiros dentro de fazenda ocupada na Paraíba

Dois integrantes do MST são executados a tiros dentro de fazenda ocupada na Paraíba

Por Luanja DantasDois homens foram assassinados a tiros na madrugada deste sábado,...

Polícia prende mais cinco suspeitos de tentativa de assalto a banco no Ceará

Polícia prende mais cinco suspeitos de tentativa de assalto a banco no Ceará

A Secretaria da Segurança do Ceará anunciou neste sábado (8) que prendeu mais cinco...

Corpos de família morta no Ceará são sepultados no Sertão

Corpos de família morta no Ceará são sepultados no Sertão

Foto: Orlando Santos/ TV Jornal Caruaru TV Jornal Caruaru Sob forte...

Secom-PB

Ricardo_inauguração_hospital metropolitano

Esse hospital é um marco para o Estado e vai fazer a diferença na vida dos paraibanos”, comentou o governador Ricardo Coutinho ao inaugurar, na noite dessa quarta-feira (4), o Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires, em Santa Rita. Cerca de R$ 150 milhões foram investidos na unidade hospitalar que será referência de média e alta complexidade para cardiologia e neurologia, adulto e infantil, em todo o Estado. Com equipamentos de última geração, o Hospital Metropolitano vai suprir uma lacuna existente na área da saúde pública no Estado.

Estiveram presentes na solenidade a vice-governadora Lígia Feliciano, os deputados federais Efraim Filho, Veneziano Vital do Rego e Damião Feliciano, o presidente da Assembleia Legislativa, Gervásio Maia, o Arcebispo da Paraíba, Dom Manoel Delson, que abençoou o Hospital Metropolitano, além de cardiologistas, neurologistas, auxiliares do Governo e outras autoridades.

Na ocasião, o governador expressou a satisfação de ver uma obra tão significativa para a saúde se tornar realidade e lembrou que os atendimentos serão regulados pelos municípios, sendo assim, as pessoas devem procurar as unidades de saúde das cidades e de lá serão encaminhadas para o Hospital Metropolitano.

“Estou muito feliz porque este hospital vai atender uma lacuna enorme que havia na Paraíba na área de cardiologia e neurologia. Com o Hospital Metropolitano a população paraibana vai ter o atendimento necessário com equipamentos de primeira linha e uma equipe qualificada. Este hospital, que tem 226 leitos, sendo 60 de UTI, terá inicialmente um custeio mensal de cerca de R$ 9 milhões e será referência no Nordeste”, afirmou Ricardo Coutinho.

O governador também assinou a Lei que denomina Dom José Maria Pires o nome do Hospital Metropolitano e falou sobre a homenagem feita a ele. “Colocar o nome de Dom José neste hospital que vai salvar muitas vidas é extremamente significativo. Dom José Maria Pires semeou o bem, foi uma pessoa humilde, que batalhou pelas causas sociais e contras as injustiças”, comentou.

O secretário de Infraestrutura, Recursos Hídricos, Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia, João Azevêdo, parabenizou todos os envolvidos na concretização do Hospital Metropolitano e afirmou que ele será um divisor de águas na área de saúde. “A história da saúde na Paraíba será uma antes e outra depois do Hospital Metropolitano. É muito bom ver este hospital pronto, ele faz parte de uma série de ações desenvolvidas por este Governo para melhorar a área da saúde na Paraíba”, falou.

“É um equipamento de ponta para servir toda a sociedade paraibana e estamos muito felizes por termos na Paraíba um hospital com esta estrutura moderna e com bons profissionais. Dessa forma, conseguiremos oferecer um atendimento de excelência”, concluiu a secretária de Saúde, Cláudia Veras.

O deputado federal Efraim Filho comentou que se sente honrado e emocionado por saber que teve participação na realização deste equipamento que vai dar mais saúde ao povo paraibano. “Este hospital não deixa a desejar em nada para outros hospitais do país. Me emociono porque lembro que pude contribuir com uma emenda de R$ 20 milhões para que este hospital fosse feito. Essa é uma obra monumental e estruturante para toda a Paraíba”, avaliou.

A opinião de especialistas – O cardiologista Isaac Guimarães é coordenador do setor de cirurgia cardíaca do Hospital Metropolitano. Para ele, o equipamento “vai transformar a assistência de saúde em cardiologia não só no Estado, mas vai se tornar em todo o Nordeste. As doenças cardio e neurovasculares são as que mais matam no mundo e aqui no Estado tem uma demanda enorme que será atendida pelo Hospital Metropolitano”, disse.

“Este hospital tem uma grande estrutura e vai trazer um legado para a população que agora terá mais qualidade no atendimento. Na área da neurocirurgia, ele vai contribuir muito para a sobrevida e para a qualidade de vida de pacientes com patologias cerebrais vasculares. Estamos muito motivados para iniciar este trabalho em prol da população”, destacou o coordenador da Neurocirurgia do Hospital, Christian Diniz.

O coordenador do Centro de Imagem, Eduardo Costa, explicou que o setor engloba toda a parte de medicina diagnóstica, como ultrassom, raio-X, tomografia e também a parte da hemodinâmica. “Estamos equipados com equipamentos de ponta, extremamente atualizados, equiparados ou até melhores ao que estão disponíveis em grandes centros. Com o equipamento de hemodinâmica, por exemplo, poderemos fazer procedimentos não invasivos, reduzindo os riscos e dando mais agilidade nos resultados”, comentou.

Os beneficiados – A conselheira do Orçamento Democrático, Francinete Nascimento, comentou que a inauguração do Hospital Metropolitano é momento histórico e inesquecível para a Paraíba. “O hospital ficou muito bonito e vai salvar muitas vidas. Estou emocionada porque sei que é um grande avanço para os paraibanos que terão um hospital do coração de primeira qualidade”, comemorou.

Maria José, moradora de Bayeux, fez questão de conhecer o novo hospital e ficou feliz com o resultado da obra. “Esse Hospital vai trazer mais acessibilidade no atendimento para Bayeux, Santa Rita e toda a Paraíba. Agora temos um referencial na área de cardiologia e neurologia que vai suprir as demandas de saúde que são muito grandes”, ressaltou.

“Todos os moradores de Santa Rita estão muito felizes e agradecidos por este hospital tão maravilhoso. Agora as pessoas do interior vão poder vir das cidades para cá e receber atendimento especializado, isso pode evitar que eles morram porque não tinham para onde ir quando apresentavam algum problema cardíaco ou neurológico”, observou o cantor Wilson Santos, morador de Santa Rita.

Estrutura – O Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires conta com 226 leitos, sendo 60 de UTI (adulto e pediátrico), além de serviço de diagnóstico por imagem, ambulatório, UTI e UTI Coronariana e Centro Cirúrgico. O Hospital possui heliponto com 40 metros quadrados e capacidade para receber todos os modelos de helicópteros comerciais. O Hospital vai iniciar o atendimento à população com 135 leitos sendo, 26 leitos de observação, 61 de internação, 40 de UTI, 8 leitos de recuperação pós anestésico e um centro cirúrgico com 5 salas destinadas a cardiologia e neurologia.

Serviços – Os serviços imediatamente disponíveis na unidade serão: Diagnóstico por imagem, funcionando 24 horas; Duas salas de radiologia convencional; Duas salas de angiografia; Duas salas de tomografia; Uma sala de ressonância magnética; Uma sala de ultrassom com Doppler e Ecodoppler Arterial; Dois eletrocardiógrafos; Dois ecocardiógrafos; Uma sala de ergometria, eletroencefalograma e eletroneuromiografia; Seis consultórios para ambulatórios  em cardiologia e neurologia (pediátrica e adulto) Internação; Unidade de Terapia Intensiva e Coronariana – 40 leitos, sendo 10 deles para pediatria e cinco Salas de Cirurgia.