Pesquisa no Blog

Pesquisa no Google

 
bove=""

 

REAL JUREMA CAMPEÃ 2017 DO CAMPEONATO TAVARENSE DE FUTEBOL

 

 

 

PADRE DJACY BRASILEIRO

NA LUTA CONSTANTE EM FAVOR

DA CLASSE MENOS FAVORECIDA 

Rádio Web

KM JUREMA CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E OUÇA A RÁDIO AO VIVO

Art Regina, Art com grafite

  Comunicação Audiovisual

STAR FOTO E VÍDEO

 

By Fábio Arrud@&Silvan@

Praça Coronel José Pereira -04

Centro-Princesa Isabel - PB

CONTATO: 041 83 999463213

         FECEBOOK

Justiça mantém condenação de ex-prefeito de Cabedelo por ato de improbidade administrativa

Justiça mantém condenação de ex-prefeito de Cabedelo por ato de improbidade administrativa

O Tribunal de Justiça da Paraíba manteve, por unanimidade, a condenação do ex-prefeito do...

MORRE NO RECIFE, VÍTIMA QUEIMADA VIVA EM TABIRA.

MORRE NO RECIFE, VÍTIMA QUEIMADA VIVA EM TABIRA.

De acordo com informações passadas ao blog do companheiro Júnior Terra, o senhor José...

PREFEITURA DE ÀGUA BRANCA LANÇA A CAMPANHA TORCEDOR SOLIDÁRIO

PREFEITURA DE ÀGUA BRANCA LANÇA A CAMPANHA TORCEDOR SOLIDÁRIO

Durante o campeonato de futebol 2018, a Prefeitura Municipal de Água Branca, na PB,...

Casal tenta pagar motel com Bolsa Família e gerente chama a polícia

Casal tenta pagar motel com Bolsa Família e gerente chama a polícia

Crédito, débito ou Bolsa Família? Talvez tenham sido essas as possibilidades...

Governo municipal de Juru anuncia obras de pavimentação em mais duas Ruas na sede do município

Governo municipal de Juru anuncia obras de pavimentação em mais duas Ruas na sede do município

A Prefeitura de Juru, no Sertão da Paraíba, através da Secretaria de Obras do...

 

Por Click PB

A Promotoria de Justiça de Itaporanga recomendou que o prefeito anule, no prazo de cinco dias, o Decreto Municipal nº 069/2017, que decretou situação de emergência em Itaporanga, no Sertão da Paraíba, sob pena de responder pela prática dolosa de ato de improbidade administrativa. É que o decreto teria sido motivado pela estiagem, sendo que nos últimos meses o índice pluviométrico que atingiu os principais açudes da região foi bastante elevado.

Segundo a recomendação, que foi publicada no Diário Oficial Eletrônico da última quarta-feira (27), o decreto possui vicio de legalidade em virtude de seu falso motivo. 

Na recomendação, o promotor Reynaldo Di Lorenzo Serpa destaca que o decreto municipal foi expedido utilizando-se de motivos “inidôneos, falsos e não autênticos”, pois que não existe situação de emergência decorrente do baixo índice pluviométrico e da estiagem em Itaporanga.

O açude Cachoeira dos Alves que abastece a cidade encontra-se atualmente com volume de 101% de sua capacidade total, conforme evidencia as informações obtidas através da Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa).

A recomendação ressalta ainda que a Súmula 473 do STF estabelece que a administração pode anular seus próprios atos, quando eivados de vícios que os tornam ilegais. A prefeitura deverá encaminhar na próxima semana à Promotoria informações e provas documentais acerca das providências adotadas para cumprimento da recomendação.