Pesquisa no Blog

Conheça o autor

Pesquisa no Google

 
bove=""

 

REAL JUREMA CAMPEÃ 2017 DO CAMPEONATO TAVARENSE DE FUTEBOL

 

 

 

PADRE DJACY BRASILEIRO

NA LUTA CONSTANTE EM FAVOR

DA CLASSE MENOS FAVORECIDA 

Rádio Web

KM JUREMA CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E OUÇA A RÁDIO AO VIVO

Art Regina, Art com grafite

  Comunicação Audiovisual

STAR FOTO E VÍDEO

 

By Fábio Arrud@&Silvan@

Praça Coronel José Pereira -04

Centro-Princesa Isabel - PB

CONTATO: 041 83 999463213

         FECEBOOK

Mulher é morta a tiros no Distrito de Santo Aleixo, em Imaculada

Mulher é morta a tiros no Distrito de Santo Aleixo, em Imaculada

Uma mulher identificada por Maria de Lourdes (Lurdinha), foi assassinada na noite desta...

Divulgados locais de prova do concurso da prefeitura de Patos, PB

Divulgados locais de prova do concurso da prefeitura de Patos, PB

Foram divulgados nesta segunda-feira (19) os locais de prova do concurso da prefeitura de...

Casa Branca devolve credencial de jornalista da CNN que discutiu com Trump

Casa Branca devolve credencial de jornalista da CNN que discutiu com Trump

A Casa Branca cedeu e decidiu devolver nesta segunda (19) a credencial do jornalista da...

‘Caso de sucesso’: em seminário, Ricardo Coutinho apresenta resultados de gestão na PB

‘Caso de sucesso’: em seminário, Ricardo Coutinho apresenta resultados de gestão na PB

O governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, apresentou a palestra “Caso de Sucesso na...

 

Imagem Ilustrativa /Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Um mutirão de fiscalização iniciou, nesta terça-feira (15), o combate a desvios de energia, conhecidos como ‘gatos’, no município de Coremas, Sertão paraibano, 405 quilômetros de João Pessoa. Três pessoas foram presas.

A ação, que irá durar 15 dias, é promovida pela Energia e tem o apoio da Polícia Civil e do Instituto de Polícia Científica (IPC).

Segundo o gerente do departamento de Combate a Perdas, Felipe Costa, já foram efetuadas cinco prisões na região e o volume desviado representa 39% da energia distribuída na cidade, o que seria suficiente para atender 5,8 mil unidades consumidoras durante o ano.

 

Conforme a Energisa, o furto de energia causa grandes prejuízos, não só para a distribuidora, que chega a ter um déficit de, aproximadamente, R$ 71 milhões no seu faturamento anual, mas também para o estado, que deixa de arrecadar R$ 19 milhões em ICMS. (Portal Correio)