Pesquisa no Blog

Conheça o autor

Pesquisa no Google

 
bove=""

 

REAL JUREMA CAMPEÃ 2017 DO CAMPEONATO TAVARENSE DE FUTEBOL

 

 

 

PADRE DJACY BRASILEIRO

NA LUTA CONSTANTE EM FAVOR

DA CLASSE MENOS FAVORECIDA 

Rádio Web

KM JUREMA CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E OUÇA A RÁDIO AO VIVO

Art Regina, Art com grafite

  Comunicação Audiovisual

STAR FOTO E VÍDEO

 

By Fábio Arrud@&Silvan@

Praça Coronel José Pereira -04

Centro-Princesa Isabel - PB

CONTATO: 041 83 999463213

         FECEBOOK

Valor do DPVAT terá queda de até 79%

Valor do DPVAT terá queda de até 79%

Portal T5O Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP), vinculado ao Ministério da...

STJ acata recurso e determina retorno de Berg Lima ao cargo de prefeito de Bayeux. SAIBA MAIS...

STJ acata recurso e determina retorno de Berg Lima ao cargo de prefeito de Bayeux. SAIBA MAIS...

PB AgoraPor unanimidade o Superior Tribunal de Justiça decidiu, durante sessão no...

TCE reprova contas 2016 de Princesa Isabel e imputa débito de R$ 366 mil a Dominguinhos

TCE reprova contas 2016 de Princesa Isabel e imputa débito de R$ 366 mil a Dominguinhos

O Tribunal de Contas do Estado da Paraíba, em sessão realizada na quinta-feira (13),...

ATENÇÃO ÁGUA BRANCA E POMBAL: Energisa comunica desligamento programado para essa quinta-feira

ATENÇÃO ÁGUA BRANCA E POMBAL: Energisa comunica desligamento programado para essa quinta-feira

 Para manter e aprimorar a qualidade dos serviços prestados pela Energisa, uma...

Morre quinto baleado por atirador em ataque na Catedral de Campinas

Morre quinto baleado por atirador em ataque na Catedral de Campinas

Correio 24 HorasHeleno Severo Alves, 84 anos, um dos baleados durante um ataque na...

167 Famílias Carentes são beneficiadas com o Programa Moradia Legal

em Água Branca.(VEJA O VÍDEO)

O vice-procurador geral eleitoral, Humberto Jacques de Medeiros, deu provimento parcial ao Recurso contra expedição de diploma da chapa Sebastião Dias e Zé Amaral, ingressado pela chapa Coligação Frente Popular Para Tabira Avançar, das candidatas Nicinha Brandino e Genedi Brito.
 
O parecer do procurador tratou do mérito. Sustentam os recorrentes (chapa de Nicinha e Genedi) que, diante do trânsito em julgado da condenação e “do que determina o art. 14, § 3º, II, da Constituição Federal, José Amaral não possui todas as condições de elegibilidade para ser diplomado no cargo de Vice-Prefeito do Município de Tabira.
 
“No que concerne à tese de violação aos arts. 117 e 1.005 do Código de Processo Civil, e art. 14, § 3º, II, da Constituição Federal, ao ver do Ministério Público Eleitoral, assiste razão às recorrentes”, diz o procurador. “Assim, diante do trânsito em julgado, em 26.8.2016, da decisão que o condenou à suspensão dos direitos políticos por seis anos, forçoso reconhecer que José do Amaral Alves Morato, vice-prefeito eleito no Município de Tabira/PE, não atende à condição de elegibilidade do inciso II do § 3º do art. 14 da Constituição Federal, por não estar no pleno exercício de seus direitos políticos” diz.
 
“Estando o candidato a vice-prefeito, na data da eleição, com os direitos políticos suspensos (art. 14, § 3º, II, da Constituição Federal), a mácula contamina toda a chapa, devendo, portanto, ser cassado o diploma de ambos os candidatos”, aprecia no parecer. 
 
O procurador diz que o surgimento do impedimento do vice-prefeito, em 26.8.2016, com o trânsito em julgado de sua condenação por improbidade administrativa, ocorreu quando ainda havia prazo para a substituição do candidato a vice-prefeito na chapa, tendo sido feita a opção pela manutenção da candidatura. “Assim, a hipótese é de cassação dos diplomas do prefeito e do vice-prefeito, integrantes da chapa indivisível lançada para concorrer ao Poder Executivo do Município de Tabira”.
 
A chapa derrotada nas urnas queria posse por conta da inelegibilidade, assumindo a prefeitura. Mas o pedido foi negado. “Quanto ao pedido de posse aos recorrentes, não há como ser acolhido. A hipótese é de realização de novas eleições, por força do que determina o § 3º do art. 224 do Código Eleitoral”. 
 

Diante do exposto, o Ministério Público Eleitoral manifestou-se pelo conhecimento e parcial provimento do recurso especial. Agora a questão vai ao Tribunal Superior Eleitoral, para onde foi encaminhada hoje, com relatoria do Ministro Barroso. (Por Anchieta Santos)