Pesquisa no Blog

Pesquisa no Google

 
bove=""

 

PADRE DJACY BRASILEIRO

NA LUTA CONSTANTE EM FAVOR

DA CLASSE MENOS FAVORECIDA 

Rádio Web

KM JUREMA

Org. Pauliano Tomaz

Art Regina, Art com Grafite

Comunicação Audiovisual -Tavares/PB.

 Fone: (83) 9 9869-8213. Hélio Mendes.

STAR FOTO E VÍDEO

 

By Fábio Arrud@&Silvan@

Praça Coronel José Pereira -04

Centro-Princesa Isabel - PB

CONTATO: 041 83 999463213

         FECEBOOK

Filho mata a própria mãe e ateia fogo no corpo da vítima; veja detalhes

Filho mata a própria mãe e ateia fogo no corpo da vítima; veja detalhes

Nas primeiras horas do último sábado (16), a Polícia Militar da cidade de Pau dos Ferros,...

Mulher é presa ao tentar com droga no Presídio Padrão de Cajazeiras

Mulher é presa ao tentar com droga no Presídio Padrão de Cajazeiras

Uma Mulher identificada Por Rafaela Guedes de Paula de 23 anos, foi flagrada tentando...

Kombi pega fogo quando era abastecida em posto de combustíveis, em Patos

Kombi pega fogo quando era abastecida em posto de combustíveis, em Patos

Na tarde deste domingo (17) uma Kombi pegou fogo durante abastecimento no Posto de...

PRINCESA ISABEL: Dia do Artista Princesense será celebrado com homenagens e apresentações culturais

PRINCESA ISABEL: Dia do Artista Princesense será celebrado com homenagens e apresentações culturais

No dia 19 de março é comemorado o Dia do Artista Princesense, graças a uma Lei municipal...

Governo Municipal de Água Branca beneficia o "homem do campo" com o Programa de Aração de Terra.

 

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), liberou nesta sexta-feira (29) o porte de armas para guardas municipais de cidades com menos de 50 mil habitantes.

A decisão foi tomada em caráter liminar (provisório), ou seja, o tema ainda será analisado de maneira definitiva pelo plenário do STF, formado por Moraes e mais dez ministros.

Ao liberar o porte de armas, Alexandre de Moraes atendeu a um pedido do DEM.

O partido alegou ao Supremo que há tratamento desigual a esses guardas, uma vez que o Estatuto do Desarmamento só permite o porte para aqueles que atuam em capitais e cidades com população acima de 50 mil habitantes.

Decisão de Moraes

Para o ministro, os guardas das cidades menores têm efetiva participação na segurança pública.

Alexandre de Moraes entendeu, ainda, que esses guardas atuam em condições similares às vivenciadas pelos guardas de cidades grandes, em razão de índices de violência e mortes semelhantes com as capitais e grandes metrópoles.

“O aumento maior do número de mortes violentas, nos últimos anos, tem sido consistentemente maior exatamente nos grupos de municípios em que a lei estimou como passíveis de restrição ou até supressão do porte de arma por agentes encarregados constitucionalmente da preservação da segurança pública”, escreveu Moraes na decisão.

 

G1