Pesquisa no Blog

Pesquisa no Google

 
bove=""

 

REAL JUREMA CAMPEÃ 2017 DO CAMPEONATO TAVARENSE DE FUTEBOL

 

 

 

PADRE DJACY BRASILEIRO

NA LUTA CONSTANTE EM FAVOR

DA CLASSE MENOS FAVORECIDA 

Rádio Web

KM JUREMA CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E OUÇA A RÁDIO AO VIVO

Art Regina, Art com grafite

  Comunicação Audiovisual

STAR FOTO E VÍDEO

 

By Fábio Arrud@&Silvan@

Praça Coronel José Pereira -04

Centro-Princesa Isabel - PB

CONTATO: 041 83 999463213

         FECEBOOK

Prefeitura de Princesa Isabel incentiva Agricultura Familiar e garante merenda de qualidade no município

Prefeitura de Princesa Isabel incentiva Agricultura Familiar e garante merenda de qualidade no município

Com o intuito de oferecer uma merenda escolar de qualidade aos estudantes da rede...

PT registra candidatura de Lula à Presidência da República

PT registra candidatura de Lula à Presidência da República

O Partido dos Trabalhadores (PT) registrou a candidatura do ex-presidente Luiz...

Após afastamento do titular, vice assume em Patos

Após afastamento do titular, vice assume em Patos

G1 PBApós afastamento do ex-prefeito da cidade de Patos, Dinaldo Medeiros Wanderley...

Antes de morrer, homem queimado em Tabira revela quem cometeu o crime

Antes de morrer, homem queimado em Tabira revela quem cometeu o crime

Do Afogados OnlineUm dos dois homens que deram entrada Hospital da Restauração, no...

Justiça mantém condenação de ex-prefeito de Cabedelo por ato de improbidade administrativa

Justiça mantém condenação de ex-prefeito de Cabedelo por ato de improbidade administrativa

O Tribunal de Justiça da Paraíba manteve, por unanimidade, a condenação do ex-prefeito do...

 

Um ato de coragem e heroísmo marcou uma ocorrência de um incêndio em uma casa no bairro Monte Castelo, em Campina Grande, entre a noite desta quinta-feira (2) e a manhã desta sexta-feira (3).
 
Enquanto as chamas destruíam a residência, uma criança de 11 anos percebeu o incêndio e ainda entrou no local. Ele conseguiu salvar um bebê que estava em um dos quartos e ainda ajudou a retirar um casal de idoso do local.
 
O menino herói é Felipe Francisco Marinho, que tem menos de 1,5 metro. O incêndio aconteceu entre as ruas São Domingos e São Luís e começou em um quarto da casa.
 
A suspeita do Corpo de Bombeiros é de que as chamas começaram depois de um problema elétrico, mas isso ainda vai ser confirmado através de uma perícia e de um laudo que deve ser divulgado em 30 dias.

As chamas já tomavam conta casa, quando o pequeno Felipe passava em frente ao local e viu fogo saindo pelo telhado. Ele conta que avisou aos vizinhos e que correu para dentro da casa onde encontrou o bebê. “Eu vi as brasas na telha e corri pra avisar que tava pegando fogo. Eu entrei e vi Rayan (o bebê) na cama, peguei e saí”, disse ele.
 
Os vizinhos montaram um força tarefa para tentar controlar as chamas, enquanto o Corpo de Bombeiros não chegava. Quando a equipe chegou o fogo foi controlado, mas tudo que havia na casa já estava destruído. O Corpo de Bombeiros destacou que a casa tinha um sistema elétrico precário com fios expostos.

O casal de idoso vive de uma aposentadoria e o bebê que estava no local é bisneto do casal. Desesperada ao ver tudo destruído, a dona Maria de Lurdes, dona da casa, não sabe o que fazer. “Acabou tudo. Não tenho mais nada na minha vida. Só Jesus Cristo”, disse ela.

O marido dela sofreu ainda pequenas queimaduras nas mãos ao tentar recuperar alguns bens em meio ao fogo. Ele tem limitações físicas depois de ter sofrido um Acidente Vascular Cerebral (AVC). A família tem contato com o apoio de vizinhos.
 
Atitude arriscada
A assessoria de imprensa do Corpo de Bombeiros destacou que o menino teve um ato de heroísmo, mas alerta que não recomenda que pessoas tomem essa atitude. A orientação é entrar em contato com o 193 e pedir auxílio o mais rápido possível.

Ainda nas orientações, o Corpo de Bombeiros diz que, se for seguro, o cidadão pode utilizar algo para tentar controlar o fogo à distância, como extintores e água. Além do risco de queimaduras, o Corpo de Bombeiros alerta para o risco de inalar a fumaça tóxica. (G1 PB)