Pesquisa no Blog

Conheça o autor

Pesquisa no Google

 
bove=""

 

REAL JUREMA CAMPEÃ 2017 DO CAMPEONATO TAVARENSE DE FUTEBOL

 

 

 

PADRE DJACY BRASILEIRO

NA LUTA CONSTANTE EM FAVOR

DA CLASSE MENOS FAVORECIDA 

Rádio Web

KM JUREMA CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E OUÇA A RÁDIO AO VIVO

Art Regina, Art com grafite

  Comunicação Audiovisual

STAR FOTO E VÍDEO

 

By Fábio Arrud@&Silvan@

Praça Coronel José Pereira -04

Centro-Princesa Isabel - PB

CONTATO: 041 83 999463213

         FECEBOOK

Mulher é morta a tiros no Distrito de Santo Aleixo, em Imaculada

Mulher é morta a tiros no Distrito de Santo Aleixo, em Imaculada

Uma mulher identificada por Maria de Lourdes (Lurdinha), foi assassinada na noite desta...

Divulgados locais de prova do concurso da prefeitura de Patos, PB

Divulgados locais de prova do concurso da prefeitura de Patos, PB

Foram divulgados nesta segunda-feira (19) os locais de prova do concurso da prefeitura de...

Casa Branca devolve credencial de jornalista da CNN que discutiu com Trump

Casa Branca devolve credencial de jornalista da CNN que discutiu com Trump

A Casa Branca cedeu e decidiu devolver nesta segunda (19) a credencial do jornalista da...

‘Caso de sucesso’: em seminário, Ricardo Coutinho apresenta resultados de gestão na PB

‘Caso de sucesso’: em seminário, Ricardo Coutinho apresenta resultados de gestão na PB

O governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, apresentou a palestra “Caso de Sucesso na...

 

Jeniffer Ribeiro da Silva e Maycon Salustiano Silva, pais de bebê morto com tiro no peito em Luziânia — Foto: Reprodução/TV Anhanguera
Um pai foi preso suspeito de matar o próprio filho, um bebê de 6 meses, em Luziânia, no Entorno do Distrito Federal, na madrugada desta quarta-feira (12). O homem teria dado um tiro à queima-roupa, com a arma encostada no peito da criança, enquanto ela estava no berço.
De acordo com a delegada Caroline Matos, ele informou que havia ingerido bebida alcoólica e consumido maconha e, por isso, não se lembrava do ocorrido.
“A mãe que conta que ele queria manter relações sexuais com ela. Diante da negativa, ele teria buscado a arma. Primeiro ameaçou de morte a mãe, depois apontou para o bebê. Ela diz que pediu calma, e que ele perguntou se ela duvidava que ele tinha coragem. Então, teria atirado”, disse a delegada.
O homem foi identificado como Maycon Salustiano Silva, de 25 anos, e a mãe, Jeniffer Ribeiro da Silva, de 20. Ela foi liberada após o depoimento. O G1 não teve acesso às defesas deles.
O bebê, Michel, chegou a ser levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade, mas já chegou ao local sem vida. A arma usada no crime – uma garrucha calibre 22, semelhante a uma pistola – foi encontrada escondida no sofá da sala da casa da família, com várias munições.
Entrevistado pela TV Anhanguera, o soldado Francisco Alencar contou que a equipe chegou a ser acionada por volta de 1h por vizinhos que ouviram a discussão, mas, quando passou pelo local, não consegui identificar de onde vinham os gritos. Cerca de quatro horas depois, foi chamada pela unidade de saúde para onde o menino foi levado.
“Omitiram socorro à criança”, disse o soldado.
Sem se identificar, uma vizinha narrou o que ouviu. “Ela [a mãe] tava desesperada, ela saiu gritando, pedindo socorro e socorro. Aí de repente ela calou a voz, a gente não ouviu mais nada.”
O pai não tem antecedentes criminais. Ele foi autuado por homicídio e pela posse da arma. A delegada disse descartar, em um primeiro momento, o envolvimento da mãe no crime.
 
Fonte: G1