Pesquisa no Blog

Pesquisa no Google

 
bove=""

 

PADRE DJACY BRASILEIRO

NA LUTA CONSTANTE EM FAVOR

DA CLASSE MENOS FAVORECIDA 

FESTIVIDADES JUNINAS EM ÁGUA BRANCA/PB

Rádio Web

Art Regina, Art com Grafite

Comunicação Audiovisual -Tavares/PB.

 Fone: (83) 9 9869-8213. Hélio Mendes.

STAR FOTO E VÍDEO

 

By Fábio Arrud@&Silvan@

Praça Coronel José Pereira -04

Centro-Princesa Isabel - PB

CONTATO: 041 83 999463213

         FECEBOOK

Pauliano Tomaz

Bebê de 5 meses morre após ser espancada pelo pai por ter nascido menina

Bebê de 5 meses morre após ser espancada pelo pai por ter nascido menina

Uma bebê de 5 meses morreu após ser espancada, nesta sexta-feira (17), na Comunidade...

Enem 2019 registra 6,38 milhões de inscritos

Enem 2019 registra 6,38 milhões de inscritos

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) registrou mais de 6,38 milhões de inscritos para a...

Diretor da cadeia pública de Santana dos Garrotes esclarece sobre apreensão de cachaça

Diretor da cadeia pública de Santana dos Garrotes esclarece sobre apreensão de cachaça

Em contato com o Portal parceiro Diamante Online, o Diretor da Cadeia Pública da cidade...

João Azevêdo nega rompimento com Ricardo e diz que especulações são alimentadas por pessoas que torcem pela divisão entre os dois

João Azevêdo nega rompimento com Ricardo e diz que especulações são alimentadas por pessoas que torcem pela divisão entre os dois

O fim-de-semana foi marcado com mais uma agenda do Orçamento Democrático e, sobretudo,...

Caixa anuncia Programa de Demissão Voluntária para cortar 3,5 mil vagas

Caixa anuncia Programa de Demissão Voluntária para cortar 3,5 mil vagas

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, anunciou ontem um programa...

 

Por G1

 Foto: Facebook/Reprodução

A Polícia Civil procura por um homem de 28 anos suspeito de matar a filha de 13 anos a facadas, na madrugada desta quarta-feira (3), no bairro Mailasque, em São Roque (SP). Horácio Nazareno Lucas estava preso desde julho, quando passou a cumprir pena por estuprar a cunhada em 2012. Ao ser solto, nesta terça-feira (2), ele foi para casa, matou a filha e fugiu.

(Correção: a reportagem errou ao informar que o suspeito estava preso por estuprar a filha. A família dela chegou a denunciá-lo por estupro [veja mais abaixo], mas a prisão foi por conta do crime cometido em 2012. A reportagem foi corrigida às 12h05.)

De acordo com a polícia, uma viatura foi acionada para atender a uma ocorrência de violência doméstica, porém, quando a equipe estava à caminho do bairro, foi surpreendida por um menino de 6 anos pedindo socorro, dizendo o pai havia matado a irmã.

Os policiais militares foram até o sítio da família e encontraram Letícia Tanzi Lucas, de 13 anos, inconsciente e ferida na sala. A estudante foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e levada à Santa Casa, mas não resistiu aos ferimentos.

Pai foi denunciado por estuprar a filha
Horácio foi preso em julho deste ano, após ser condenado por estuprar a cunhada – irmã da mulher dele -, que tem problemas mentais, em 2012.

O advogado de defesa da família entrou com um pedido na Justiça para que o homem continuasse respondendo em liberdade.

Dias depois da prisão, no entanto, a família descobriu que a filha era abusada pelo pai e registrou um boletim de ocorrência contra ele.

 

Nesta terça-feira o juiz acatou o pedido do advogado de defesa e concedeu ao suspeito o direito de apelar em liberdade.

Segundo consta no boletim de ocorrência, ao ir para casa, ele começou a discutir com a mulher sobre o motivo dela e da filha terem aberto uma denúncia contra ele. Horácio ficou nervoso, agrediu a mulher com socos e tentou esganá-la. Ela conseguiu se desvencilhar e fugir para a casa de uma vizinha, para pedir socorro.

O documento policial relata que o homem trancou o filho mais novo no quarto e deu várias facadas na filha, que estava na sala. Em seguida, o criminoso fugiu por um matagal.

Quando o garoto ouviu os barulhos, conseguiu sair do quarto e foi para a rua, onde encontrou a viatura policial.

A mãe precisou ser medicada e vai passar por exames no Instituto Médico Legal (IML) por conta das agressões. O corpo da estudante está no IML de Sorocaba e deve ser enterrado no Cemitério da Paz.