Pesquisa no Blog

Conheça o autor

Pesquisa no Google

 
bove=""

 

REAL JUREMA CAMPEÃ 2017 DO CAMPEONATO TAVARENSE DE FUTEBOL

 

 

 

PADRE DJACY BRASILEIRO

NA LUTA CONSTANTE EM FAVOR

DA CLASSE MENOS FAVORECIDA 

Rádio Web

KM JUREMA CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E OUÇA A RÁDIO AO VIVO

Art Regina, Art com grafite

  Comunicação Audiovisual

STAR FOTO E VÍDEO

 

By Fábio Arrud@&Silvan@

Praça Coronel José Pereira -04

Centro-Princesa Isabel - PB

CONTATO: 041 83 999463213

         FECEBOOK

TSE abre investigação para apurar crime de Caixa 2 eleitoral de Bolsonaro

TSE abre investigação para apurar crime de Caixa 2 eleitoral de Bolsonaro

Por O GloboO ministro Jorge Mussi, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), abriu...

Assaltantes disparam quatro tiros no carro do filho de José Maranhão

Assaltantes disparam quatro tiros no carro do filho de José Maranhão

Por Click PBO carro de Leopidio Maranhão, filho do senador José Maranhão, foi...

Supremo derruba pagamento de pensão para ex-governadores da Paraíba

Supremo derruba pagamento de pensão para ex-governadores da Paraíba

Jornal da ParaíbaO Supremo Tribunal Federal (STF) proibiu, por unanimidade, o...

Celular pode ter causado incêndio em residência no interior da PB

Celular pode ter causado incêndio em residência no interior da PB

Uma casa pegou fogo nesta sexta-feira (19), na cidade de Sousa, Sertão da Paraíba, e...

EX-PREFEITO DO SERTÃO PARAIBANO É PRESO POR IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA

EX-PREFEITO DO SERTÃO PARAIBANO É PRESO POR IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA

O GTE de Cajazeiras conduziu na tarde desta quinta-feira dia 18, até a cadeia de...

 

“Ele merecia morrer. Quem não paga é morto desse jeito.” Frio, o adolescente de apenas 14 anos que participou da execução de um homem na madrugada desta terça-feira (9/10), esfaqueando-o e depois ateando fogo ao corpo, foi ouvido por investigadores na Delegacia da Criança e do Adolescente II (DCA II), em Taguatinga. O garoto afirmou que foi chamado por outro jovem, de 17, para cobrar dívida de R$ 250 da vítima, referente a drogas.

Carbonizado, o corpo foi reconhecido apenas pela arcada dentária, por peritos do Instituto de Identificação da Polícia Civil. Os adolescentes enrolaram Luis Carlos dos Santos, 30, já esfaqueado, em um colchão e o levaram de carroça até um matagal. No local, foi queimado pelos menores. Eles usaram uma garrafa de álcool e uma caixa de fósforos para atear fogo à vítima.

O cadáver foi encontrado por policiais militares próximo à DF-180, na altura de Samambaia, durante ronda nas proximidades da rodovia. Eles viram fumaça, entraram na mata e se depararam com o corpo carbonizado.
Depoimento frio
De acordo com o delegado-chefe da DCA II, Juvenal de Oliveira, os dois adolescentes não demonstraram qualquer remorso após assassinarem a vítima. O mais jovem, de 14 anos, tinha uma rotina de crimes mais intensa. Já havia respondido por dois roubos e um caso de tráfico de drogas. O outro chegou a ser apreendido uma vez, pelo crime de receptação. O policial informou que os dois esfaquearam a vítima diversas vezes.
“O depoimento de ambos choca pela frieza. O mais jovem disse que foi chamado para cobrar a dívida e ajudar a matar a vítima. Nenhum dos dois demonstrou qualquer remorso”, disse o delegado. Segundo Juvenal, o adolescente de 14 anos era o “cobrador” do débito e havia data para pagamento. “Eles ameaçaram a vítima, dizendo que ela precisava quitar o valor, de R$ 250, até o dia 8 de outubro, caso contrário pagaria com a vida. O que, de fato, ocorreu”, contou Juvenal de Oliveira.
Os dois menores continuam apreendidos e aguardam decisão da Vara da Infância e da Juventude (VIJ) sobre a internação em unidades de cumprimento de medidas socioeducativas. G1