Pesquisa no Blog

Pesquisa no Google

 
bove=""

 

PADRE DJACY BRASILEIRO

NA LUTA CONSTANTE EM FAVOR

DA CLASSE MENOS FAVORECIDA 

FESTIVIDADES JUNINAS EM ÁGUA BRANCA/PB

Rádio Web

Art Regina, Art com Grafite

Comunicação Audiovisual -Tavares/PB.

 Fone: (83) 9 9869-8213. Hélio Mendes.

STAR FOTO E VÍDEO

 

By Fábio Arrud@&Silvan@

Praça Coronel José Pereira -04

Centro-Princesa Isabel - PB

CONTATO: 041 83 999463213

         FECEBOOK

Pauliano Tomaz

Campanha de Vacinação contra Febre Aftosa supera expectativa e atinge 3.000 bovinos imunizados em Água Branca

Campanha de Vacinação contra Febre Aftosa supera expectativa e atinge 3.000 bovinos imunizados em Água Branca

De acordo com números divulgados pelo secretário de agricultura Gustavo...

Time Pereirinha de Ibiara é o grande campeão do Poeirão 2019, em Itaporanga

Time Pereirinha de Ibiara é o grande campeão do Poeirão 2019, em Itaporanga

A equipe de futebol do Pereirinha, da cidade de Ibiara, foi a grande campeã do...

Totalmente irregular ‘casa de prostituição’ é interditada em Afogados da Ingazeira

Totalmente irregular ‘casa de prostituição’ é interditada em Afogados da Ingazeira

Na noite desta sexta-feira (24),  as polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros e...

Homem que estava desaparecido é encontrado morto na cidade de Sousa com cerca de 10 perfurações de faca

Homem que estava desaparecido é encontrado morto na cidade de Sousa com cerca de 10 perfurações de faca

O corpo de um homem foi encontrado por volta das 16h deste sábado (25) nas imediações do...

TAVARES: Os avanços de um município administrado com responsabilidade

TAVARES: Os avanços de um município administrado com responsabilidade

É sabido que entre os anos 80 e 90, a administrações pública passaram por mudanças, o que...

FORROJÃO 2019 EM TAVARES/PB

 

Com episódios recorrentes de violência tomando conta de todos os jornais, o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, voltou a falar, nesta sexta-feira (16), sobre a situação de calamidade em que se encontra o Brasil. Ele alertou que existem 70 facções criminosas no país, todas nascidas dentro do sistema prisional.


“Discutir violência sem olhar para dentro do sistema prisional é uma discussão capenga. O motor da violência nas ruas está dentro da prisão, e não fora”, apontou o ministro. Ele destacou que, para evitar que presos façam parte de facções, é preciso aplicar penas alternativas para condenados de baixa periculosidade e monitorá-los por meio de tornozeleiras eletrônicas.


É de dentro dos presídios que sai a maior parte dos comandos para atacar instituições públicas, incendiar ônibus e gerenciar milhões em drogas, por exemplo. Jungmann garantiu que é preciso discutir o sistema punitivo para diminuir a violência no país. Ele defendeu também, como forma de ressocialização, a oferta de trabalho e educação aos detentos. Mas cabe principalmente ao setor público (estadual e federal) combater, de forma mais eficaz, o funcionamento das facções, para, assim, controlar novamente os presídios.

Agência Brasil