Pesquisa no Blog

Pesquisa no Google

 
bove=""

 

Canal do Blog no YouTube

PADRE DJACY BRASILEIRO

NA LUTA CONSTANTE EM FAVOR

DA CLASSE MENOS FAVORECIDA 

Rádio Web

Festa de Nossa Senhora do Carmo, no Povoado Lagoinha, em Água Branca - PB

TV PREFEITURAS

Art Regina, Art com Grafite

Comunicação Audiovisual -Tavares/PB.

 Fone: (83) 9 9869-8213. Hélio Mendes.

STAR FOTO E VÍDEO

 

By Fábio Arrud@&Silvan@

Praça Coronel José Pereira -04

Centro-Princesa Isabel - PB

CONTATO: 041 83 999463213

         FECEBOOK

Pauliano Tomaz

700 famílias da PB serão assistidas por ação emergencial da LBV

700 famílias da PB serão assistidas por ação emergencial da LBV

A Legião da Boa Vontade (LBV), faz à entrega das cestas de alimentos não...

Wilson Braga, 88 anos: “Fui injustiçado na disputa pelo Senado”

Wilson Braga, 88 anos: “Fui injustiçado na disputa pelo Senado”

Diamante OnlineOs Guedes - O ex-governador Wilson Leite Braga, que completa,...

Novas ambulâncias, médicos e outros profissionais qualificam atendimento de Unidade Básica de Saúde em Tavares

Novas ambulâncias, médicos e outros profissionais qualificam atendimento de Unidade Básica de Saúde em Tavares

Na busca frequente pela agilidade e eficiência no atendimento à população, a Prefeitura...

ÁGUA BRANCA: Secretaria de Saúde se antecipa e promove ações preventivas do ‘Julho Amarelo’

ÁGUA BRANCA: Secretaria de Saúde se antecipa e promove ações preventivas do ‘Julho Amarelo’

Mantendo um olhar especial para as ações preventivas, a Secretaria de...

 

População vivendo abaixo da linha de pobreza na Paraíba caiu em 100 mil pessoas em 2017 — Foto: André Resende/G1

G1 PB

A Paraíba apresentou uma queda no número de pessoas vivendo em situação de pobreza no último ano. Em 2017, cerca de 100 mil paraibanos deixaram a linha de pobreza em relação a 2016. Por outro lado, o número de pessoas em extrema pobreza na Paraíba teve um pequeno crescimento no ano passado. Os dados são da Síntese de Indicadores Sociais (SIS), divulgada nesta quarta-feira (5) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo o IBGE, é considerada em situação de extrema pobreza quem dispõe de menos de US$ 1,90 por dia, o que equivale a aproximadamente R$ 140 por mês. Já a linha de pobreza é de rendimento inferior a US$ 5,5 por dia, o que corresponde a aproximadamente R$ 406 por mês. Essas linhas foram definidas pelo Banco Mundial para acompanhar a pobreza global.

A pesquisa apontou que em 2017 um percentual 39,7% dos paraibanos viviam em situação de pobreza, uma população aproximada de 1,588 milhão de paraibanos. Em 2016 eram 42,2% dos paraibanos, cerca de 1,688 milhão de pessoas, nessa condição. Uma queda de 2,5% na população que vivia em situação de pobreza no estado.

A queda apresentada na Paraíba coloca o estado como o segundo do Nordeste como menos pessoas vivendo em situação de pobreza, atrás somente do estado de Alagoas, que tem 39% das pessoas vivendo nessa condição.

Embora o número de pessoas abaixo da linha da pobreza tenha caído, dentro desse grupo, o número de pessoas em extrema pobreza aumentou na Paraíba. Em 2016, 10,7% dos paraibanos estavam na extrema pobreza, percentual que aumentou para 10,9% em 2017, passando de 428 mil pessoas para 436 mil no período de um ano.

João Pessoa

O cenário apresentado no ISS sobre a Paraíba também foi visto na capital, João Pessoa. Entre 2016 e 2017, o percentual da população em situação de pobreza passou de 19,7% para 18,2%, uma queda de 1,5%. De acordo com o IBGE, a população pobre de João Pessoa passou de 159 mil em 2016 para 147 mil no ano passado, uma redução de 12 mil pessoas.

Diferentemente da Paraíba, a capital paraibana também apresentou redução no percentual da população em condição de extrema pobreza. No período de 2016 para 2017 o número passou de 3,6% (28,7 mil pessoas) para 2,7% (21,8 mil pessoas).

Rendimento

Em 2017, 68% dos domicílios da Paraíba tem rendimento mensal médios de até um salário mínimo. Desses, 29,6% vivem com mais de meio até um salário mínimo. Em 2016 o percentual era ainda maior, 72,4% dos lares da Paraíba não tinham rendimento fixo ou tinham até um salário mínimo.

Em 2017, João Pessoa era a terceira capital do Nordeste com maior rendimento mensal médio, atrás somente de Salvador e Recife.

 

https://g1.globo.com/pb/paraiba/noticia/2018/12/05/em-um-ano-numero-de-paraibanos-em-situacao-de-pobreza-cai-25-diz-ibge.ghtml