Destaque

Com pontapé Inicial do prefeito Tom campeonato de futebol Inicia com vitória do França

Na tarde deste sábado (15/06), sob um clima chuvoso e...
Leia mais
Destaque

Princesa Isabel sedia mais uma plenária do Orçamento Democrático Estadual

Princesa Isabel foi palco de mais um plenária do Orçamento...
Leia mais
Destaque

João Azevêdo inspeciona obras de educação, habitação e infraestrutura com investimentos de R$ 87,5 milhões em Princesa Isabel e Tavares

O governador João Azevêdo esteve, nesta sexta-feira (14), nos municípios...
Leia mais
Destaque

ODE 2024: João entrega, autoriza obras e ouve prioridades da população de Princesa e região

A 11ª audiência do Orçamento Democrático Estadual aconteceu na noite...
Leia mais

Secretaria do Tesouro Nacional bloqueia FPM de quatro cidades da Paraíba; veja

 A Secretaria do Tesouro Nacional (STN) bloqueou o repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) para quatro municípios do estado da Paraíba. Confira a lista completa ao fim da matéria.

De acordo com o órgão do Ministério da Economia, o impedimento de repasse dos recursos se deu por conta de bloqueio no SIAFI (Sistema Integrado de Administração Financeira do governo federal). As cidades que estão na lista só voltam a receber os recursos depois de resolver as pendências. 

Municípios com repasse do FPM bloqueado:

Alagoinha

Lucena

Pilar

Seridó

Ainda segundo informações do Ministério da Economia, o bloqueio já é válido para os pagamentos do FPM desta segunda-feira (20), referente ao segundo decêndio de novembro. 

Sendo assim, considerando o valor da última parcela do Fundo de Participação Municipal, Alagoinha deixa de receber R$ 225.563,18, enquanto que Lucena deixa de arrecadar R$ 180.450,81; Pilar, por sua vez, também não terá acesso ao crédito de R$ 180.450,81 e, por fim, Seridó também não recebe a parcela de  R$ 496.239,18.

FPM

O FPM é uma transferência do governo federal para os municípios com base na arrecadação do Imposto de Renda (IR) e no Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), de acordo com o número de habitantes.

Com MaisPB

Deixe um comentário