Destaque

Tavares: Secretaria de Saúde realiza caminhada de conscientização e prevenção contra o Aedes Aegypti

Com o objetivo de alertar a população para o combate...
Leia mais
Destaque

Prefeito Coco de Odálio anuncia concessão de Incentivo Financeiro Adicional para Agentes de Saúde e Agentes de Endemias.

Nesta quarta-feira (28/02) o prefeito de Tavares, no Sertão da...
Leia mais
Destaque

TCE-PB aprova contas de 2022 da Prefeitura de Princesa Isabel; já são seis aprovadas

Com a aprovação das contas referentes ao ano de 2022...
Leia mais
Destaque

SÃO FRANCISCO: Prefeitura de Princesa retoma calçamento da Rua Zacarias Sidônio

A prefeitura de Princesa, no Sertão da Paraíba, retomou as...
Leia mais

Moraes manda soltar influenciador paraibano Rodrigo Lima, preso pela Polícia Federal após atos do 8 de janeiro

O ministro Alexandre de Moraes concedeu liberdade ao influenciador bolsonarista e ex-secretário de Comunicação da Prefeitura de Bayeux, Rodrigo Lima, segundo informou o seu advogado de defesa, Aécio Farias, nesta sexta-feira (1º).

Rodrigo Lima foi preso na Paraíba, no dia 17 de agosto deste ano, na Operação Lesa Pátria, da Polícia Federal, suspeito de incentivar os atos golpistas de 8 de janeiro que resultaram na invasão das sedes do STF, Congresso e Palácio do Planalto.

Rodrigo Lima está recolhido em presídio em João Pessoa. Liberado, ele deverá cumprir medidas cautelares, entre elas a que o proíbe de usar as redes sociais. Ele também terá que usar tornozeleira eletrônica, não poderá sair de casa a noite e não poderá se comunicar com outros investigados, ainda segundo informações publicadas pelo advogado de defesa.

Rodrigo, que também foi candidato a vereador em João Pesosa, em 2016, é jornalista, publicitário e especialista em Comunicação e Marketing, além de especialista em Marketing Digital, e, somente no Instagram, possui mais de 133 mil seguidores.

A PF detalhou, na época da Lesa Pátria, em agosto, que os fatos investigados na operação constituem, em tese, os crimes de abolição violenta do Estado Democrático de Direito, golpe de Estado, dano qualificado, associação criminosa, incitação ao crime, destruição e deterioração ou inutilização de bem especialmente protegido e crimes da lei de terrorismo. Com ClickPB

Deixe um comentário