Destaque

Padrasto que engravidou enteada é preso suspeito de tentar estuprar mesma vítima

A Polícia Civil através do GTE (Grupo Tático Especial), de...
Leia mais
Destaque

Lula afirma que PL que equipara aborto a homicídio é uma ‘insanidade’

Após dias de silêncio, o presidente Luiz Inácio Lula da...
Leia mais
Destaque

Prefeitura de Boa Ventura divulga nota sobre auditoria do TCE no município que arrombou cofre

A Prefeitura de Boa Ventura (PB) divulgou uma nota de...
Leia mais
Destaque

Supremo julga nesta semana denúncia do caso Marielle

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) vai julgar...
Leia mais

Prefeito de Patos justifica aumento salarial de 70%

“Estamos sem reajuste há 12 anos”. Foi o que declarou o prefeito do município de Patos, localizado no sertão paraibano, Nabor Wanderley (Republicanos), sobre o projeto de reajuste salarial aprovado em primeiro turno na Câmara de Vereadores, nesta quinta-feira (19). O aumento gerou muita polêmica.

‘É uma deliberação do Poder Legislativo a questão do reajuste salarial de prefeito, secretário e dos próprios vereadores. Por parte da Prefeitura, eu posso dizer que hoje o salário do prefeito é de R$ 17 mil e o último reajuste feito foi em 2012, de lá pra cá estamos sem nenhum reajuste salarial e hoje podemos dizer que está defasado”, explicou.

O prefeito lembrou que há municípios paraibanos de porte menor com salário dos gestores bem maior.

“A responsabilidade de você gerir, realmente, é muito grande. Então, os vereadores entenderam fazer o reajuste dentro de critérios do índice do IPCA” ressaltou, acrescentando que muitos técnicos não querem trabalhar na gestão municipal por conta do baixo salário.

“O reajuste ficará dentro do escalonamento e a altura do porte que a cidade de Patos precisa, para a gente poder ter uma equipe que trabalhe e se dedique com responsabilidade”, pontuou.

Já o vereador Jamerson Ferreira (MDB), um dos quatro parlamentares que votaram contra o reajuste, a sanção é de total interesse do prefeito Nabor Wanderley, que já havia pedido à Mesa Diretora, em outro momento, o aumento dos salários, incluindo o dele próprio. Paraíba Online 

Deixe um comentário