Destaque

Padrasto que engravidou enteada é preso suspeito de tentar estuprar mesma vítima

A Polícia Civil através do GTE (Grupo Tático Especial), de...
Leia mais
Destaque

Lula afirma que PL que equipara aborto a homicídio é uma ‘insanidade’

Após dias de silêncio, o presidente Luiz Inácio Lula da...
Leia mais
Destaque

Prefeitura de Boa Ventura divulga nota sobre auditoria do TCE no município que arrombou cofre

A Prefeitura de Boa Ventura (PB) divulgou uma nota de...
Leia mais
Destaque

Supremo julga nesta semana denúncia do caso Marielle

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) vai julgar...
Leia mais

PF deflagra operação que apura fraudes na Educação do governo Ricardo Coutinho

Uma operação da Polícia Federal (PF), deflagrada nesta terça-feira (11), investiga fraudes na Secretaria de Estado da Educação supostamente cometidas em 2018, durante a gestão do então governador Ricardo Coutinho. A ação, chamada “Livro Aberto”, apura crimes de fraude à licitação, desvio de recursos públicos, corrupção passiva, corrupção ativa e lavagem de dinheiro.

De acordo com a PF, foram cumpridos 12 mandados de busca e apreensão expedidos pelo Superior Tribunal de Justiça. Além disso, foi ordenada a indisponibilidade de bens, valores, dinheiro e ativos dos investigados para recompor os cofres públicos, em valores que superam R$ 4 milhões.

As ordens judiciais foram cumpridas nos bairros de Miramar, Manaíra, Altiplano e Tambauzinho, em João Pessoa, e Monte Santo, Alto Branco, Centenário e Malvinas, em Campina Grande. Além de mandados de busca e apreensão na praia de Ponta de Pedras, em Pernambuco, Arapiraca, em Alagoas, e em Lagoa Seca.

O cumprimento das medidas cautelares tem o objetivo de colher elementos informativos para investigação iniciada em 2019, que apura o possível pagamento de propina a agentes políticos no Estado da Paraíba. Com Paraíba Já 

Deixe um comentário