Destaque

Padrasto que engravidou enteada é preso suspeito de tentar estuprar mesma vítima

A Polícia Civil através do GTE (Grupo Tático Especial), de...
Leia mais
Destaque

Lula afirma que PL que equipara aborto a homicídio é uma ‘insanidade’

Após dias de silêncio, o presidente Luiz Inácio Lula da...
Leia mais
Destaque

Prefeitura de Boa Ventura divulga nota sobre auditoria do TCE no município que arrombou cofre

A Prefeitura de Boa Ventura (PB) divulgou uma nota de...
Leia mais
Destaque

Supremo julga nesta semana denúncia do caso Marielle

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) vai julgar...
Leia mais

TAVARES: Prefeito Coco de Odálio inaugura Unidade Âncora de Saúde no sítio Caldeirão do Maia

Pode ser uma imagem de 4 pessoas, pessoas em pé e área internaO prefeito de Tavares, no sertão da Paraíba, Genildo José da Silva (Coco de Odálio), inaugurou nesta terça-feira, dia 23/08, uma Unidade Âncora de Saúde no sítio Caldeirão do Maia.

A unidade âncora dessa localidade está vinculada à UBS VII, e será atendida pela mesma equipe de profissionais sempre na última terça-feira de cada mês.

Pode ser uma imagem de 8 pessoas e pessoas em pé

O chefe do executivo tavarense participou da inauguração, acompanhado de vereadores e secretários. Na oportunidade o gestor destacou a importância do momento e reafirmou seu compromisso com a melhoria da saúde e da qualidade de vida dos munícipes.

Os atendimentos serão nas áreas de clínica médica, odontologia, enfermagem, e imunização através de vacinas e toda a rede de especialistas proporcionada pelo centro de especialidades.

Pode ser uma imagem de 7 pessoas, pessoas em pé, motocicleta e ao ar livre

Pode ser uma imagem de 8 pessoas, criança, pessoas sentadas, pessoas em pé e área interna

Pode ser uma imagem de 3 pessoas, pessoas em pé e área interna

Pode ser uma imagem de 6 pessoas, pessoas em pé e ao ar livre

Pode ser uma imagem de 2 pessoas, pessoas em pé e ao ar livre

Pode ser uma imagem de 6 pessoas, pessoas em pé e área interna

Pode ser uma imagem de 3 pessoas e pessoas em pé

Pode ser uma imagem de 4 pessoas, pessoas em pé, árvore e ao ar livre

Com assessoria

Padrasto suspeito de estuprar e engravidar enteada é preso em Natal

Foi preso em Natal, no Rio Grande do Norte, um homem suspeito de estuprar e engravidar a enteada. A Polícia Civil da Paraíba, através da Delegacia de Belém do Brejo do Cruz, representou pela prisão prisão preventiva do acusado. Após a apuração do caso, ficou comprovado o estupro, além da gravidez e violência psicológica sofrida pela vítima. suspeito de abusar sexualmente da enteada

O caso aconteceu após a jovem ter ido morar com a mãe e o padrasto na cidade de Curitiba (PR) e ela chegou a engravidar. Segundo o delegado Anderson Fontes, o suspeito foi preso na última sexta-feira (19) na cidade de Natal (RN), para onde tinha fugido após a denúncia.

“Por ser delegado da cidade de Belém do Brejo do Cruz, fiz o atendimento a uma jovem naquela cidade no dia 12 de junho de 2022 que relatou sofrer abuso sexual por parte do padrasto. Ela disse que foi estuprada pelo padrasto em Curitiba (PR), engravidou e foi obrigada a dizer que o filho era de um colega de trabalho, voltando a morar em Belém. Mesmo assim, o padrasto continuou a abusá-la e ameaçá-la de morte, caso contasse a verdade sobre o caso”, disse o delegado Anderson Fontes.

Ainda segundo o delegado Anderson Fontes, a vítima foi trabalhar no Ceará e o padrasto continuou a lhe mandar mensagens e lhe perseguir. Foi aí que ela decidiu procurar a Polícia e denunciar o caso.

“Após registro de ocorrência da vítima, onde a mesma narrou ter sido estuprada pelo padrasto, perseguida e violentada psicologicamente, tudo isso comprovado mediante áudios enviados pelo suspeito, foi oferecida representação pela prisão preventiva e requerida a concessão de medidas protetivas de urgência, o que culminou com a prisão do suspeito”, concluiu o delegado Anderson Fontes.

ParlamentoPB

Gaeco, CGU e Polícia Civil deflagram operação conjunta em municípios da PB

Sapé, na Região da Mata Paraibana. Foto: Reprodução/Assessoria

O Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (GAECO) deflagrou na manhã desta terça-feira (23) uma “Operação Apátia”, em conjunto com a Controladoria-Geral da União e a Polícia Civil, em Sapé e Sobrado.

As investigações são oriundas da Promotoria de Justiça de Sapé e objetivam apurar os fatos relacionados a uma possível ocorrência de usurpação de função pública no âmbito da Secretaria de Finanças de Sapé, por meio da nomeação de servidor público, em janeiro de 2021, pelo prefeito de Sapé, para exercer o cargo comissionado de secretário de Finanças, mesmo tendo sido condenado por ação de improbidade e ter as suas contas reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), quando era presidente da Câmara Municipal de Sobrado-PB.

Após recomendação do MPPB o servidor foi exonerado pelo prefeito, em 04/05/2021, no entanto a persecução penal detectou que ele continuava exercendo de fato as funções de secretário de Finanças de Sapé, por meio de manobras ilegais envolvendo outros agentes públicos.

Estão sendo cumpridos dois mandados judiciais de busca e apreensão em endereços do investigado, nos municípios de Sobrado-PB e Sapé-PB. O trabalho conta com a participação de 3 equipes do GAECO, 2 equipes da CGU e 2 equipes da Polícia Civil.

MaisPB

Jovem que morreu em acidente com parapente foi orientado a não voar no dia, diz irmã

O jovem Alexandre Pereira Alves, de 26 anos, que morreu após cair de uma altura de aproximadamente 40 metros durante um voo de parapente em Alagoa Grande, no Agreste paraibano, foi orientado a não voar no dia do acidente, segundo informou a irmã dele, Andressa Pereira, durante o velório, na segunda-feira (22).

“O que a gente soube foi que ele foi orientado a não voar, mas aí ele voou. Estava ocorrendo tudo bem, só que na hora do pouso, a vela deu um ‘charuto’ e infelizmente se deu a fatalidade. O charuto é um giro 360 graus que dá na vela e que os pilotos apelidaram por este nome porque a manobra enrola todo o equipamento”, disse Andressa. O acidente foi registrado em vídeo por moradores de Alagoa Grande.

Alexandre nasceu em Maturéia, no Sertão paraibano, mas morava em Campina Grande e trabalhava como auxiliar de cultivo na Associação Brasileira de Apoio Cannabis Esperança (Abrace). Os colegas de trabalho se solidarizaram com a família durante o velório, que aconteceu em uma funerária no bairro do São José, em Campina Grande.

“Ele era muito querido, era sempre muito prestativo. Era quieto, não gostava muito de fotos, mas era concentrado, cuidava das plantas da Abrace, era carinhoso e isso chamava muito a atenção. É uma perda muito grande que a gente está tendo”, disse Cassiano Teixeira, diretor da Abrace.

Segundo a família, Alexandre era iniciante no parapente, mas amava o esporte. “Ele estava muito feliz que ia fazer essa viagem [para Alagoa Grande, onde aconteceu o acidente]. Era o esporte preferido dele, tudo o que ele amava. Para todos os lugares que ia, ele levava a mochilinha do parapente e em qualquer lugar, no campo, onde tivesse um ventinho ele levantava voo”, completou Andressa.

O corpo de Alexandre foi levado de Campina Grande para Maturéia, onde ele nasceu, e o enterro deve acontecer às 10h desta terça-feira (23) no cemitério municipal.

Por g1 PB

Juíza nega pedido de Veneziano para barrar imagem de Lula na campanha de João Azevêdo

A Justiça Eleitoral negou pedido do candidato ao governo do estado Veneziano Vital do Rego (MDB) que tinha o objetivo de impedir a utilização da imagem do presidente Lula por parte do candidato a reeleição, João Azevedo (PSB). 

A decisão é da juíza Francilucy Rejane de Sousa Mota Brandão. “Não há falar em irregularidade na propaganda eleitoral do representado, João Azevedo (PSB), ao utilizar a imagem do candidato Lula (PT), candidato à presidência da República, e o seu Vice, Geraldo Alckmin (PSB)”, assinalou a magistrada.

ClickPB 

Município de Princesa Isabel aplica quase 900 doses de vacina no dia D de vacinação contra poliomielite e multivacinação

O município de Princesa Isabel, no sertão da Paraíba, aplicou, no último sábado, o total de 869 doses de imunizantes na população. No dia D de vacinação da campanha contra poliomielite e multivacinação a população se mobilizou para comparecer as Unidades Básicas de Saúde e receber as vacinas.

Na ocasião, foram aplicadas 199 doses contra a COVID-19, 312 contra a poliomielite, 265 de rotina e 93 vitamina A.

A poliomielite, também chamada de pólio ou paralisia infantil, é uma doença contagiosa aguda causada por um vírus que vive no intestino, chamado poliovírus, que pode infectar crianças e adultos por meio do contato direto com fezes ou com secreções eliminadas pela boca das pessoas infectadas e provocar ou não paralisia. Nos casos graves, em que acontecem as paralisias musculares, os membros inferiores são os mais atingidos.

Nenhuma descrição disponível.

Assessoria

Ministério da Saúde lança campanha de prevenção à Varíola dos Macacos

O Ministério da Saúde, comandado pelo paraibano Marcelo Queiroga, lança a Campanha Nacional de Prevenção à Varíola dos Macacos nesta segunda-feira (22). A ação ainda será veiculada pelos meios de comunicação disponíveis, com o lançamento oficial na sede do órgão, em Brasília.

Como as Eleições 2022 estão a menos de três meses, qualquer veiculação de campanhas podem ser consideradas uso abusivo da máquina pública, como publicidade institucional, o que é proibido pela legislação. Por isso, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) analisa e depois autoriza a circulação das mídias.

O ministro Edson Fachin aprovou a medida, apontando que a sociedade precisa de orientação e incentivo sobre as medidas de prevenção da Monkeypox. Isso ocorrerá, conforme pedido do TSE, numa página específica na internet sobre a doença, sem que o cidadão precise escolher qual link acessar ou quaisquer outras formas de acesso.

  •  Metrópoles

Soldado do Exército é baleado dentro de batalhão em Campina Grande

Um soldado do Exército foi atingido por tiro enquanto fazia a guarda do 31º Batalhão de Infantaria Motorizada, em Campina Grande. O fato ocorreu na noite deste domingo (21).

Segundo informações apuradas pela TV Correio, o soldado viu três homens suspeitos se aproximarem da guarita e um deles atirou contra ele, atingindo-o na mão. De acordo com o médico que atendeu o soldado, ele pode ficar com danos permanentes.

A Polícia Militar realizou buscas nas imediações, mas não encontrou o suspeito de efetuar o disparo contra o soldado.

  • Portal Correio

Depoimento de Ruan Macário tem data marcada pela Justiça

A Justiça da Paraíba marcou para 1º de setembro, o depoimento de Ruan Ferreira de Oliveira, conhecido como Ruan Macário. Ele acusado de atropelar e matar o motoboy Kelton Marques, em setembro do ano passado, no bairro de Manaíra, em João Pessoa.

Ruan foi preso no dia 29 de julho deste ano, após meses foragido. O motorista decidiu se entregar à polícia no município de Catolé do Rocha, onde está detido. Advogados de acusação solicitaram a transferência do acusado para João Pessoa, mas o pedido foi negado pela juíza Francilucy Rejane de Sousa Mota, da 2ª Vara do Tribunal do Júri da capital paraibana.

O caso

A colisão que tirou a vida do motoboy aconteceu no dia 11 de setembro de 2021. O atropelamento ocorreu no cruzamento da Avenida Governador Flávio Ribeiro Coutinho com a Miriam Barreto, no bairro de Manaíra, em João Pessoa. No momento da batida, o carro que atingiu Kelton estava a 163km/h, segundo a polícia.

Kelton Marques fazia entregas de um restaurante que atendia durante as madrugadas. Ele já retornava para casa quando foi atingido. O motorista não permaneceu no local para prestar socorro.

À época, o delegado Luiz Eduardo, que atendeu a ocorrência, disse que foram encontradas latas de cerveja e substâncias entorpecentes no carro que causou a colisão.

Além disso, Ruan Ferreira acumulava exatos R$ 7.842,58 em penalidades de trânsito, com a maioria das multas por excesso de velocidade.

O empresário tornou-se réu após a juíza Francilucy Rejane de Sousa Mota entender que tiveram indícios suficientes de autoria e prova da existência de crime. A denúncia foi apresentada pelo Ministério Público e acolhida pelo Tribunal de Justiça. (Portal T5)

MPE impugna registro de Veneziano e de mais 26 candidatos nas Eleições 2022 na Paraíba

Por g1 PB

O Ministério Público Eleitoral divulgou nesta segunda-feira(22) o ajuizamento de mais 27 ações de impugnação de registros de candidaturas das Eleições 2022 na Paraíba. Com elas, já são 50 candidaturas alvo de questionamentos pela Procuradoria Regional Eleitoral (PRE). O total pode aumentar, porque ainda há prazo e outras candidaturas estão sendo analisadas.

Dentre os destaques da nova lista está o nome do senador Veneziano Vital do Rego Segundo Neto (MDB), candidato a governador. A Procuradoria Regional Eleitoral constatou que, até a presente data, ele não está quite com a Justiça Eleitoral, em razão de não pagamento de multa.

A defesa do senador apresentou uma certidão de 11 de agosto, emitida pela 72ª Zona Eleitoral em Campina Grande. No documento não há nenhuma pendência de multas, que foram oriundas da campanha eleitoral de 2016, quando Veneziano disputou a prefeitura campinense.

Há também o caso do ex-deputado Buba Germano (PSB), que estaria impedido de enfrentar o pleito por estar inelegível devido a contas reprovadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU) no período em que foi prefeito de Picuí. Por isso, na última sexta-feira (19), a procuradora Acácia Suassuna requereu, liminarmente, que não fossem repassados recursos públicos para campanha.

No domingo (21), Buba Germano renunciou à candidatura. A sua esposa e também ex-deputada, Gilma Germano, deve substituí-lo na disputa por uma vaga na Assembleia Legislativa.

Em outro caso, envolvendo Tarcísio Marcelo Barbosa de Lima, o MP Eleitoral justifica a inelegibilidade em razão da rejeição de contas, relativas ao recebimento de recursos federais, na qualidade de prefeito de Belém, pelo Tribunal de Contas da União (TCU), com imputação de débito e aplicação de multa, pela prática de ato doloso de improbidade administrativa, incidindo, portanto, a causa de inelegibilidade.

Confira os nomes, cargos a serem disputados, partidos, além da motivação dos novos pedidos de impugnação e número do processo:

  1. Rubens Germano Costa (deputado estadual – PSB) – contas reprovadas e condenação por improbidade administrativa / Processo nº 0600706-39.2022.6.15.0000;
  2. Tarcísio Marcelo Barbosa de Lima (deputado estadual – PSDB) – contas reprovadas e condenação por improbidade administrativa / Processo nº 0600588-63.2022.6.15.0000;
  3. Veneziano Vital do Rego Segundo Neto (governador – MDB) – não está quite com a Justiça Eleitoral, em razão de multa / Processo nº 0600794-77.2022.6.15.0000;
  4. Cibelle Priscilla Mangueira Cavalcanti (deputada federal – Federação PSDB/Cidadania) – não comprovou afastamento de cargo público / Processo nº 0600592-03.2022.6.15.0000;
  5. Francisco José Garcia Figueiredo (deputado estadual – Federação Psol/Rede) – não comprovou afastamento de cargo público / Processo nº 0600637-07.2022.6.15.0000;
  6. Wellington Silva Barbosa (deputado estadual – Federação Psol/Rede) – militar – não comprovou afastamento de cargo público / Processo nº 0600649-21.2022.6.15.0000;
  7. Mariluzia Pereira De Souza (deputado estadual – Federação Psol/Rede) – contas não prestadas nas eleições de 2018 / Processo nº 0600657-95.2022.6.15.0000;
  8. Fabio Petterson Vieira Da Silva (deputado estadual – Federação Psol/Rede) – não comprovou afastamento de cargo público / Processo nº 0600653-58.2022.6.15.0000;
  9. Simone Katly Lima De Brito Medeiros (deputado estadual – Federação Psol/Rede) – não comprovou afastamento de cargo público / Processo nº 0600669-12.2022.6.15.0000;
  10. Raimunda Carneiro Da Silva (deputada estadual – Democracia Cristã) – contas não prestadas nas eleições de 2020 / Processo nº 0600677-86.2022.6.15.0000;
  11. Amarildo Meira De Vasconcelos (deputado estadual – PSB) – não está quite com a Justiça Eleitoral, em razão de multa / Processo nº 0600695-10.2022.6.15.0000;
  12. Oscar Ferreira de Melo Sobrinho (deputado estadual – PSB) – não comprovou afastamento de cargo público / Processo nº 0600719-38.2022.6.15.0000;
  13. Danilo Ilton De Sousa (deputado estadual – Democracia Cristã) – contas não prestadas em eleição passada / Processo nº 06006925520226150000;
  14. Maria Cicera Dos Santos (deputada federal – PMN) – contas não prestadas em eleição passada / Processo nº 06007488820226150000;
  15. Alysson dos Santos Gomes (deputado federal – Republicanos) – contas reprovadas e condenação por improbidade administrativa / Processo nº 0600421-46.2022.6.15.0000;
  16. Mário Cezar de Sousa Lima (deputado estadual – Solidariedade) – não comprovou afastamento de cargo público / Processo nº 0600544-44.2022.6.15.0000;
  17. Carlos Antônio Narcizo (deputado estadual – Solidariedade) – não está quite com a Justiça Eleitoral, em razão de multa / Processo nº 0600530-60.2022.6.15.0000;
  18. Luiz Albuquerque Couto (deputado federal – Federação PT/PCdoB/PV) – não está quite com a Justiça Eleitoral, em razão de multa / Processo nº 0600414-54.2022.6.15.0000;
  19. Jafia Nascimento Magalhães (deputado estadual – Solidariedade) – não está quite com a Justiça Eleitoral, em razão de multa / Processo nº 0600549-66.2022.6.15.0000;
  20. Valtemira Cley Alves da Silva (deputada estadual – Republicanos) – contas não prestadas nas eleições de 2020 / Processo nº 0600441-37.2022.6.15.0000;
  21. Bruno Cavalcanti de Arruda (deputado federal – PRTB) – não comprovou afastamento de cargo público / Processo nº 0600464-80.2022.6.15.0000;
  22. Euller de Assis Chaves (deputado estadual – PSD) – militar – não comprovou afastamento de cargo público / Processo nº 0600519-31.2022.6.15.0000;
  23. Lenildo Dias de Morais (deputado federal – Federação PT/PcdoB/PV) – não comprovou afastamento de cargo público / Processo nº 0600413-69.2022.6.15.0000
  24. Isla Mayranna Tavares de Paula (deputada estadual – PSD) – contas não prestadas nas eleições de 2018 / Processo nº 0600518-46.2022.6.15.0000;
  25. Amanda Virginia Albuquerque dos Santos (deputada estadual – PSD) – contas não prestadas nas eleições de 2018 e não comprovou afastamento de cargo público / Processo nº 0600515-91.2022.6.15.0000;
  26. Welliton Carlos Alencar de Souza (deputado estadual – PSD) – não comprovou afastamento de cargo público e não está quite com a Justiça Eleitoral, em razão de irregularidade em prestação de conta / Processo nº 0600525-38.2022.6.15.0000;
  27. José Martins de Paiva (deputado federal – PTB) – não comprovou afastamento de cargo público / Processo nº 0600495-03.2022.6.15.0000.