Destaque

Prefeitura de Serra Talhada esclarece que ônibus envolvido em acidente é de responsabilidade da GRE

Nota Oficial: A cidade de Serra Talhada expressa profundo pesar...
Leia mais
Destaque

Hervázio nega acordo do PSB com Panta e defende aliança com Nilvan em Santa Rita

O deputado estadual Hervázio Bezerra (PSB) reforçou a posição de membros do...
Leia mais
Destaque

MPPB denuncia casal suspeito de golpe com cultivo de hortaliças

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) apresentou denúncia contra Jucélio...
Leia mais
Destaque

Agricultor sai para beber com amigos e acaba morrendo afogado em açude da zona rural do Vale do Piancó

Um agricultor de 44 anos, identificado como Damião Josino de...
Leia mais
IMG-20230830-WA0029
IMG-20230830-WA0028
IMG-20230830-WA0030
20231223_073746_0000
Slide
previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow

Cajazeiras: Zé Aldemir anuncia Corrinha no lugar de Neguinho

O prefeito de Cajazeiras, José Aldemir (PP), anunciou, na noite desta sexta-feira (23), a professora e secretária de Educação de Cajazeiras, Socorro Delfino, como pré-candidata do grupo governista à sucessão municipal. O nome apresentado inicialmente por Aldemir era Alysson Lira, conhecido como Neguinho do Mondrian, que desistiu esta semana do pleito, alegando motivos pessoais.

“Fizemos muito. Tenho a convicção e a consciência do dever cumprido. Fiz valer a confiança que me foi depositada pela decisão soberana do povo da minha terra. Tenho certeza que Socorro haverá de dar continuidade a essa obra que implantamos em Cajazeiras e implementamos exatamente no dia 1º de janeiro de 2017”, argumentou prefeito.

A disputa em Cajazeiras também contará com a participação do deputado estadual Chico Mendes (PSB), ex-prefeito de São José de Piranhas. Ele é o nome referendado pelo PSB e pelo governador João Azevêdo (PSB) na disputa eleitoral da cidade.

Corrinha Delfino substitui Neguinho

Na última segunda-feira, o empresário Neguinho do Mondrian, escolhido por Zé Aldemir, surpreendeu e anunciou desistência da pré-candidatura à Prefeitura de Cajazeiras. Atual secretário de Infraestrutura, Neguinho alegou problemas de ordem pessoal e reflexões familiares para renunciar ao posto.

Depois da desistência, o nome do deputado estadual Júnior Araújo (PSB) chegou a ser cotado como substituto. Júnior, porém, enfrenta problemas de legenda. Para ser candidato, ele teria que se desfiliar do PSB e correr o risco de ter o mandato cassado por infidelidade partidária. A saída só seria permitida caso o partido assinasse carta de anuência, o que não aconteceu.

Com MaisPB

Anuário da Segurança aponta redução de homicídios, roubos e ataques a bancos na PB em 2023

O trabalho desenvolvido pelas forças de Segurança da Paraíba em 2023 resultou mais uma vez na redução de vários crimes nos municípios do estado: contra a vida de mulheres (-13%), latrocínios (-26%), contra o patrimônio (-21%), incluindo ataques a instituições financeiras (-77%), e aumento nas apreensões de armas e drogas, entre outros indicadores positivos. É o que aponta o Anuário da Segurança Pública e da Defesa Social da Paraíba, apresentado ao governador João Azevêdo, nesta sexta-feira (22), pela Secretaria da Segurança e da Defesa Social (Sesds), no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), em João Pessoa.

“Nós temos a melhor segurança pública do Norte/Nordeste e a terceira melhor do país, de acordo com o Centro de Liderança Pública, o que atesta a eficiência das ações desenvolvidas na área e os investimentos que têm permitido esse padrão de excelência porque apoiamos ao máximo a aquisição de equipamentos, de novas tecnologias, com os Centros Integrados de Comando e Controle de João Pessoa, Campina Grande e Patos, melhorias nas estruturas físicas e, principalmente, na valorização e reconhecimento do trabalho de homens e mulheres que têm demonstrado seu compromisso com a segurança dos paraibanos, fazendo o nosso estado ter o reconhecimento nacional pelos resultados das políticas públicas implantadas”, frisou o governador João Azevêdo.

O secretário de estado da Segurança e da Defesa Social, Jean Nunes, evidenciou que os números positivos da Segurança Pública são reflexos dos investimentos do governo e de uma gestão focada em resultado e pautada na união dos integrantes do Sistema de Segurança da Paraíba. “A gestão do governador João Azevêdo não tem medido esforços para equipar as nossas Forças de Segurança, que estão tendo seus efetivos reforçados nas Polícias Militar e Civil e no Corpo de Bombeiros Militar. Além disso, são mais de R$ 160 milhões de investimentos em tecnologia nos Centros Integrados de Comando e Controle, o que tem fortalecido a atuação conjunta e eficiente das nossas corporações, impactando na eficiência do trabalho e na vida das pessoas”, falou.

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Sérgio Fonseca, destacou que os números do anuário auxiliam as Forças de Segurança na elaboração de estratégias para a diminuição da violência. “O anuário é de fundamental importância para o planejamento e desenvolvimento das nossas ações, identificação das áreas que precisam de uma maior atenção, por isso, conseguimos reduções nos índices de violência. O anuário já nos ajudou nas ações das Operações Verão e Carnaval e vamos seguir fortalecendo esse trabalho para garantir uma segurança cada vez melhor para a nossa população”, disse.

De acordo com o documento, produzido pelo Núcleo de Análise Criminal e Estatística (Nace) da pasta, em relação aos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) – homicídios dolosos ou qualquer outro crime doloso que resulte em morte, os números passaram de 1.036 casos em 2022 para 995 no ano passado. O dado se reflete na menor taxa por 100 mil habitantes já registrada desde 2019 e na posição de 3ª menor taxa de assassinatos por 100 mil habitantes entre os estados do Nordeste. Em cinco anos, comparando os períodos de 2014-2018 a 2019-2023, a redução chega a 23% em números absolutos.

Destaca-se ainda a queda de registros de CVLI nos municípios mais populosos do Estado. Em Campina Grande, 2ª cidade com maior número de habitantes da Paraíba, a redução de assassinatos foi de 31%, sendo 39 casos em 2022 e 27 no ano passado, o que representa uma taxa de 6,4 CVLI por 100 mil habitantes. Esse número chegou a 45,2 por 100 mil habitantes em 2013 e é o menor valor da série histórica de ocorrências já verificadas no município (6,4 por 100 mil habitantes). Dessa forma, a cidade é atualmente a menos violeta do Norte/Nordeste entre os municípios com 200 mil habitantes.

Em Santa Rita, 3ª cidade mais populosa do Estado, os casos foram de 82 em 2022 para 63 em 2023 (-23%), com redução de ocorrências, ano a ano, desde 2019. Esse também foi o menor número já registrado no município em sua série histórica (42 por 100 mil habitantes). Cidades como Patos e Sousa, no Sertão paraibano, também tiveram queda nos registros de ocorrências (-34% e -47%, respectivamente).

Outros dados importantes apontados pelo Anuário da Segurança Pública e da Defesa Social da Paraíba é que 73 cidades da Paraíba não tiveram registros de assassinatos em 2023, sendo essa a maior quantidade de municípios sem CVLI desde 2014. Além disso, sete municípios (Carrapateira, Gurjão, Joca Claudino, Lastro, Santa Helena, São Domingos e Serra da Raiz) estão há cinco anos sem CVLI).

Novo indicador de violência contra as mulheres – A redução de assassinatos no Estado também se refletiu em menos mulheres vítimas de crimes contra vida. A quantidade de mulheres vítimas desse tipo de crime caiu 13%, com 86 casos em 2022 e 75 casos em 2023. O Anuário também traz que o percentual de elucidação de CVLI de mulheres no Estado é de 79% dos casos (de janeiro a outubro) e de feminicídios, especificamente, é de 100%.

E para qualificar ainda mais as políticas públicas de enfrentamento à violência contra as mulheres, a Sesds criou um novo indicador para estudo, o VIOLETA, que abrange violência psicológica, ameaça, lesão corporal por violência doméstica, importunação sexual, estupro, descumprimento de medida protetiva de urgência, tentativa de feminicídio, feminicídio e qualquer CVLI de mulher, uma vez que toda morte de mulher deve ser investigada como possível feminicídio, conforme o Protocolo de Feminicídios da Paraíba.

Redução de crimes contra o patrimônio – As ocorrências de roubo reduziram no geral (-21%), sendo destaques a queda de registros de roubos em estabelecimento comerciais (-46%) e roubos em transportes coletivos (-36), sendo contabilizadas ainda reduções no roubo a residência (-34%) e roubo a pessoa em via pública (-11%).
Os roubos e furtos de veículos tiveram queda de 6% dos casos – nas motocicletas essa queda foi de 18% e nos automóveis de 8%. Ao mesmo tempo, 3.973 veículos foram recuperados na Paraíba, em 2023, sendo 17,5 mil desde 2019.

Já as ocorrências de ataques a banco diminuíram 77% (22 casos em 2022 contra cinco em 2023), chegando a menos 96% desde 2016, ano em que houve mais ocorrências na série histórica. O total de ocorrências em cinco anos, desde 2019, foi menor do que o contabilizado apenas em 2018 (86 em um ano contra 84 em cinco anos). O ano de 2023 também teve o menor número de furtos com  explosões e furtos com arrombamentos a bancos.

Apreensões de armas de fogo e munições – No ano de 2023, as polícias da Paraíba retiraram de circulação 3.197 armas de fogo em todo o Estado, com um aumento de 15% em relação ai mesmo período de 2022 (de 2.782 para 3.197 armas). Desde 2019, já foram mais de 16 mil revólveres, pistolas e armamentos de grosso calibre retirados das ruas. Também foram apreendias mais de 16,6 mil munições no ano passado, somente na região de João Pessoa.

Ao mesmo tempo, os latrocínios, que são os roubos seguidos de morte, no Estado, a redução de ocorrências foi de 26%, com 34 casos em 2022 e 25 em 2023.

Apreensões de drogas – No ano passado, foi apreendido um total de 3,5 toneladas de drogas na Paraíba, entre maconha, crack, cocaína, entre outros tipos de entorpecentes. Em cinco anos, esse número já chega a 17,8 toneladas.

Operações e prisões – Nos 12 meses de 2023, as forças de Segurança da Paraíba realizaram 11,8 mil operações de interesse estratégico. Ao mesmo tempo, mais de 3 mil prisões de interesse estratégico, como as que envolvem suspeitos de homicídios, latrocínios e roubos, e 17 mil prisões em geral. Desde 2019, já foram efetuadas mais de 88 mil prisões em todo o Estado.

Resgates e salvamentos – O Anuário 2023 também traz números referentes a resgates e salvamentos realizados pelo Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba. Em 12 meses foram 2.282 salvamentos em resgates de acidentes de trânsito e tentativas de homicídio no Estado. Com ParlamentoPB 

Água Branca: Concurso de leitura fluente reconhece professores destacados na promoção da alfabetização

No cenário educacional atual, a fluência na leitura é reconhecida como uma habilidade essencial para o desenvolvimento acadêmico e pessoal dos estudantes. Com o objetivo de incentivar e reconhecer o brilhante trabalho dos educadores na promoção da leitura fluente entre os alunos do 2º ano do Ensino Fundamental, a Secretaria de Educação de Água Branca, em colaboração com gestores escolares e professores da rede municipal de ensino, promoveu o Concurso de Leitura Fluente sob o tema: “Escalando Degraus para uma Leitura Fluente”.

Após uma fase inicial dedicada aos alunos, onde os primeiros colocados foram agraciados com merecidos prêmios, a segunda etapa do concurso voltou-se para a premiação dos professores finalistas. Em uma cerimônia realizada em 20 de fevereiro de 2024, os educadores destacados foram reconhecidos pelo seu compromisso e dedicação à promoção da leitura fluente em suas salas de aula.

Os vencedores da segunda fase do concurso foram:

1º lugar: Adilma Leite Soares Lira- EMEIF Mãe Iaiá.
2º lugar: Maria José Firmino- EMEIF Delfino José dos Santos.
3º lugar: Paulo José- EMEIF Mãe Iaiá.

Ascom / Governo Municipal de Água Branca

ATENÇÃO: Paraíba investiga nova morte por dengue

Uma nova morte por suspeita de dengue é investigada na Paraíba. A informação foi confirmada pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) nesta quinta-feira (22) e acontece uma semana após a divulgação da primeira morte por dengue em 2024 no estado.

O novo caso em investigação foi registrado no município de Conde, no Litoral Sul. De acordo com a SES, trata-se de uma mulher de 42 anos com diabetes, hipertensão e doença hematológica

A primeira morte por dengue confirmada neste ano na Paraíba foi de uma jovem de 24 anos, moradora da cidade de Camalaú. Em 2023, de acordo com o secretário de Saúde, Jhony Bezerra, a Paraíba registrou seis mortes por dengue. F5

Bolsonaro fica em silêncio durante depoimento de apenas 15 minutos à PF

Jair Bolsonaro (PL) prestou depoimento à Polícia Federal (PF) no âmbito de uma investigação que apura uma suposta tentativa de golpe de Estado no início da tarde desta quinta-feira (22). Segundo o jornal O Globo, o depoimento durou cerca de 15 minutos e foi marcado pelo silêncio do ex-mandatário.

“O [ex] presidente já saiu, fez o uso do silêncio conforme a defesa antecipou”, disse o advogado Paulo Cunha, de acordo com a reportagem. Ele alega que a defesa não teve acesso a todos os elementos da investigação, incluindo a delação de Mauro Cid.

Cunha enfatizou que Bolsonaro não cometeu nenhum delito e afirmou que o ex-mandatário “não teme nada porque não fez nada”. Ele disse, ainda, que Bolsonaro “nunca foi simpático a qualquer tipo de movimento golpista”.

A investigação da PF alega que existem “dados que comprovam” que Bolsonaro “analisou e alterou uma minuta de decreto que, tudo indica, embasaria a consumação do golpe de Estado em andamento”. No entanto, a defesa do ex-presidente negou veementemente qualquer participação de Bolsonaro na elaboração de um decreto ilegal.

Além de Bolsonaro, também estão na sede da PF os ex-ministros Braga Netto (Defesa), Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional) e o presidente do PL, Valdemar Costa Neto. Ao todo, 23 pessoas serão ouvidas de forma simultânea. Nesta linha, quatorze depoimentos serão realizados em Brasília, quatro no Rio de Janeiro, dois em São Paulo, um no Paraná, um em Minas Gerais, um no Mato Grosso do Sul e outro no Espírito Santo. Brasil 247

Governo da Paraíba divulga novo cronograma do Programa de Habilitação Social

O Governo da Paraíba, por meio do Departamento Estadual de Trânsito da Paraíba (Detran-PB) e da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano (Sedh), divulgou o novo Cronograma da Seleção dos Candidatos do Programa de Habilitação Social (PHS). A retificação foi publicada no Diário Oficial dessa quarta-feira (dia 21).

Com o intuito de prestar informações esclarecedoras junto aos candidatos inscritos, no devido tempo, a retificação do cronograma incluiu novas etapas de divulgação, a exemplo dos deferimentos e indeferimentos da análise documental dos classificados (2ª etapa). O novo calendário também está disponível no site do PHS: http://habilitacaosocial.pb.gov.br. Paraíba Já 

Floresta: Três jovens são assassinados com tiros de arma de grosso calibre

Segundo a Polícia Civil, o triplo homicídio consumado aconteceu na quarta (21), na zona rural do município, distante 90 quilômetros do Serra Talhada.  Os três homens foram identificados como Gabriel dos Santos, Daniel Timóteo e Paulo.

Um tinha 21 anos e outro, 22. O terceiro não teve a idade informada. O trio foi encontrado conm perfurações de arma de fogo de grosso calibre, provavelmente espingarda 12. Os corpos estavam em um terreno baldio, às margens da BR-360.

Por meio de nota divulgada nsta quinta (22), a polícia disse que o caso foi registrado  pela  delegacia de Floresta. “As investigações foram iniciadas de imediato e seguem até elucidação do crime”, acrescentou a nota.

Informações dão conta de que dois deles eram de Serra Talhada, no Sertão. A origem do terceiro não foi informada. Ainda segundo informações extraoficiais, dois deles trabalhavam com manutenção de celular. Um deles seria estudante de direito.

Perto dos corpos, havia uma caixa com um objeto ainda não identificado. Nas redes sociais, foram publicadas mensagens de pesar. “Gabriel, agora, vai encontrar sua mãe’, disse uma das mensagens. Via Blog do Cauê Rodrigues 

UFPB suspende divulgação de lista de espera do Sisu por “inconsistências”

A Pró-reitoria de Graduação (PRG) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) divulgou, na tarde desta quinta-feira (22), nota afirmando que suspendeu a publicação da Lista de Espera do SiSU Edição 2024, por inconsistências no sistema de cotas, na ampla concorrência e nas ações afirmativas das universidades públicas federais subordinadas à União.

A suspensão ocorre conforme deliberação da Secretaria de Ensino Superior (SESU) e da Diretoria de Políticas e Programas de Educação Superior (DIPES), do Ministério da Educação (MEC). Desta forma, ainda não há previsão para a convocação de candidatos da lista de espera.

A PRG/UFPB informa, ainda, que está acompanhando todo o processo junto ao MEC e, assim que finalizado, a convocação será publicada nos canais oficiais.

Com MaisPB

Princesa Isabel: HRPI segue sendo referência em partos humanizados

O Hospital Regional Deputado José Pereira Lima, em Princesa Isabel-PB (o HRPI), é referência em partos naturais e cesarianas. Pactuado com 17 municípios do sertão e alto sertão da Paraíba e do Pernambuco, a unidade hospitalar acolhe as gestantes e as prepara para esse momento tão especial.

Desde a chegada até o pós-parto, as gestantes/mães e filhos (as) são acompanhados por equipes multiprofissionais, altamente preparadas e qualificadas, que ofertam não apenas um serviço técnico, mas também, e principalmente, humanizado.
Somente em 2024 já foram realizados quase 50 partos, entre cesarianas e partos naturais.

Ascom / Prefeitura Municipal de Princesa Isabel

Daniel Alves é condenado a 4 anos e meio de prisão por estupro em boate

O ex-jogador da seleção brasileira Daniel Alves foi condenado a uma pena de 4 anos e 6 meses de prisão por estupro em uma boate na Espanha, em 2022.  A sentença foi anunciada pelo tribunal de Barcelona na manhã desta quinta-feira (22) e diz que foi comprovado que o brasileiro agrediu e abusou da mulher no banheiro da boate Sutton.

A condenação foi divulgada duas semanas após o término do julgamento. A defesa do ex-jogador informou que vai recorrer à decisão.

A apelação ainda pode ser feita em duas instâncias, no Tribunal Superior de Justiça da Catalunha (TSJC) e no Supremo Tribunal da Espanha. Enquanto recorrer, Daniel segue preso.

O crime de “agressão sexual” está previsto no Código Penal da Espanha e tipificado no artigo 178: “Quem atacar a liberdade sexual de outra pessoa, recorrendo à violência ou à intimidação, será punido como responsável por agressão sexual com pena de prisão de um a cinco anos”.

Redação