Destaque

Paraíba tem mais de 500 vagas de emprego a partir desta segunda (4)

A partir desta segunda-feira (4), o Sistema Nacional de Emprego (Sine-PB) disponibiliza...
Leia mais
Destaque

Laureano atendeu mais de 3,3 mil pessoas com tumores de cabeça e pescoço em 2021 e abre campanha

O Hospital Napoleão Laureano (HNL) iniciou a campanha ‘Julho Verde’,...
Leia mais
Destaque

Acusado de tentativa de assalto a avião pagador em Salgueiro é morto em Cabrobó

Com informações do Jornal da Band Um dos traficantes mais...
Leia mais
Destaque

Posto de combustível é assaltado por homens armados com faca, em Boa Ventura

Um posto de combustíveis localizado na rodovia PB-386, no perímetro...
Leia mais

MP-PB pede a CBF para que clubes paraibanos não joguem durante as festas juninas. Entenda

O Ministério Público do Estado da Paraíba, enviou um documento a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), recomendando para que as partidas do clubes paraibanos nos Campeonatos Brasileiros da Série C e D, sejam realizadas após o dia 3 de julho ou joguem sem torcida presente.

O motivo para tal seria a falta de segurança, já que parte do policiamento será deslocado para as cidades maiores, onde ocorrem as tradicionais Festas Juninas no Estado.

Segundo o documento, a polícia é obrigada a disponibilizar um efetivo maior, devido a dimensão do evento. Não havendo policiamento suficiente nos estádios. E após o dia 3, pois se dá o fim das festas na região.

Ainda segundo o documento do MP, pede-se cumprimento imediato. Confira!

Documento do MP-PB enviado a CBF (Foto: Divulgação/MPF-PB)

O Ministério Público do Estado da Paraíba, enviou um documento a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), recomendando para que as partidas do clubes paraibanos nos Campeonatos Brasileiros da Série C e D, sejam realizadas após o dia 3 de julho ou joguem sem torcida presente.

O motivo para tal seria a falta de segurança, já que parte do policiamento será deslocado para as cidades maiores, onde ocorrem as tradicionais Festas Juninas no Estado.

Segundo o documento, a polícia é obrigada a disponibilizar um efetivo maior, devido a dimensão do evento. Não havendo policiamento suficiente nos estádios. E após o dia 3, pois se dá o fim das festas na região.

Ainda segundo o documento do MP, pede-se cumprimento imediato. Confira!

Por: Agência Futebol Interior

Deixe um comentário